TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademar Dias): centros de dados e muitas coisas para Portugal.


Números apurados pela Comissão Europeia mostram que em 2030 os centros de dados serão já responsáveis por 3,21% das necessidades de energia elétrica na União Europeia. Esse valor está já nos 2,7% da eletricidade da UE.

E em 2030 o consumo de eletricidade nestes espaços vai rondar os 98,52 TWh (terawatts/hora), mais 28% que no ano de referência aqui considerado para os dados atuais (2018).

O estudo europeu sublinha que se todos os recursos e tecnologias forem usados para dar eficiência a estas operações, sobretudo no domínio do cloud computing, em 2025 os data centers europeus poderão voltar aos níveis de consumo de energia de 2010 (53.9 TWh/a). Para já, sabe-se que os data centers de cloud computing absorviam 10% do consumo energético de todos os centros de dados da região, em 2010, em 2018 35% e em 2025 espera-se que representem 60%.

A pesquisa mostra ainda que é no norte da Europa e a Ocidente que a capacidade instalada é maior e que as duas regiões foram responsáveis por 82% do consumo de eletricidade na UE, gerado em centros de dados.

Por cá, a Samsung realizou um estudo sobre o nível de perceção dos portugueses em relação à quinta geração móvel. O estudo foi realizado através de um inquérito online, onde participaram 750 indivíduos maiores de 18 anos de todas as regiões nacionais, sendo 52% do sexo feminino e 48% masculino.

Os resultados revelam que 84% dos inquiridos já ouviram falar sobre o tema do 5G, mas 68% desconhece os seus benefícios. Uma em cada dez pessoas possui um equipamento compatível com a quinta geração de rede móvel.

Sobre a implementação da nova rede móvel, as videochamadas devido a teletrabalho com elevada qualidade (81%) e o acesso a uma ligação sem falhas (82%), assumem-se como as principais necessidades dos portugueses relacionadas com o 5G. Quanto às vantagens de introdução, 49% dos inquiridos salienta a velocidade de download, seguindo-se a melhoria do desempenho dos seus equipamentos.

Ainda por cá, o Instituto Nacional de Estatística revelou que o volume de tráfego associado ao acesso à internet por banda larga (acessos fixos e móveis) cresceu 28,7% no ano passado.

“O volume de tráfego associado ao acesso à internet por banda larga alcançou os 6,3 mil milhões de gigabytes (GB), continuando a crescer de forma assinalável: +28,7%, após +44,8% em 2018 e +34,1% em 2017. A taxa de cobertura de acessos de banda larga fixa por 100 habitantes atingiu 38,6% (+1,8 pontos percentuais que em 2018)”, concluiu o INE nas Estatísticas dos Transportes e Comunicações 2019.

Alguns exemplos… o setor das comunicações atingiu um volume de negócios de 6,6 mil milhões de euros em 2019, um crescimento de 3,4% face ao ano anterior (depois de uma descida de 2,8% em 2018). Já a componente de telecomunicações registou um crescimento de 1,7% para 5,5 mil milhões de euros.

Mais uma em Portugal. O Facebook lançou um programa de literacia digital para jovens, pais e educadores portugueses denominado “Get Digital”.

Este programa é gratuito e oferece recursos educativos. O objetivo passa por “ajudar os jovens portugueses a navegarem de forma segura num mundo digital progressivamente mais complexo, e ao mesmo tempo, que tenham capacidade e conhecimento suficiente para influenciar a comunidade digital de forma positiva”.

Os recursos do ‘Get Digital’ assentam em cinco pilares (Alicerces digitais; Bem-estar digital; Interação digital; Emancipação digital; e Oportunidades digitais) e distribuídos num módulo de três partes distintas (educadores, pais e jovens) e “a ideia é que sejam usados tanto pelos jovens, como pelos pais e educadores, seja em casa ou na sala de aula”.

No cinema, vamos à animação. Estreia agora o filme “O Mundo Secreto dos Dragões” (“Dragon Rider” no título original).

Tomer Eshed é o realizador desta pelicula que conta, na sua versão original, com Felicity Jones, Freddie Highmore e Thomas Brodie-Sangster entre o elenco.

Esta é a história de Drago, um jovem dragão prateado, que está cansado de viver escondido e quer mostrar à geração mais velha que é um verdadeiro dragão. Agora que os humanos estão a ameaçar destruir o último refúgio da sua espécie, Drago parte secretamente numa aventura, com a sua fiel amiga Sorrel, em busca da Orla do Céu e nesta aventura Drago e Sorrel encontram Ben, um órfão que vive nas ruas e que afirma ser um Cavaleiro de Dragões.

Trailer em da versão dobrada em português em

 

 


Share This Post On
970x90_logo