Évora: Estreia documentário sobre tradição das Brincas, do jornalista Luís Godinho (SIC).




Um documentário sobre as Brincas, uma das mais genuínas expressões do património cultural imaterial da região de Évora, tem estreia marcada para o próximo domingo, dia 14 de junho, na Casa do Povo dos Canaviais, bairro onde a tradição se mantém viva.

cartaz_brincas_800x800Com a duração de 40 minutos, o documentário é realizado pelo jornalista da SIC Luís Godinho e acompanha os preparativos e a atuação do Grupo de Brincas dos Canaviais entre sábado e terça-feira de Carnaval (Vídeo de apresentação:https://www.youtube.com/watch?v=KHfvs_BDktE) .

“Trata-se de uma expressão de teatro popular característica da periferia da cidade de Évora cujas raízes, segundo alguns autores, estão no teatro vicentino do século XVI”, diz o realizador, acrescentando que foi entre as décadas de 40 e de 60 do século passado que as Brincas viveram os seus “momentos de maior fulgor, com inúmeros grupos a rivalizarem entre si em atuações frente às vendas (misto da taberna e mercearia) ou nas explorações agrícolas”.

Pelo Carnaval, grupos de homens e de rapazes – “as mulheres moviam-se noutros palcos sociais” – ensaiavam durante semanas um texto (a que ainda hoje se chama fundamento), passos rituais (quase militarizados) e músicas festivas destinadas à celebração da data, sendo que os ensaios decorriam em sigilo para que o fundamento não fosse antecipadamente conhecido pelos grupos rivais.

Além de entrevistas aos elementos do Grupo de Brincas dos Canaviais, o documentário integra o depoimento de especialistas, entre os quais a professora universitária Isabel Bezelga, cujo tese de doutoramento foi sobre esta forma de expressão cultural, e o etnógrafo Rui Arimateia, segundo o qual as Brincas são “reminiscências de antigos costumes comunitários, que uma cultura natural do povo rural das quintas dos arredores da cidade e dos grandes montes agrícolas circundantes manteve e preservou ao longo dos tempos”.


Share This Post On
970x90_logo