Covid-19: Delegado de saúde rejeita cerca sanitária em bairro de Beja.


Apesar dos 46 casos detetados, o responsável máximo da Unidade de Saúde Pública descarta cerca sanitária no Bairro das Pedreiras em Beja.

O delegado de saúde coordenador da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) afastou hoje a hipótese de ser descartada uma cerca sanitária no Bairro das Pedreiras, em Beja, onde foi detetado um surto com 46 casos positivos de covid-19.

Mário Jorge Santos justificou ao Lidador Notícias (LN) que o cordão “não se justifica porque muitos dos positivos são casos antigos, que foram detetados na sequência de um alargamento da testagem massiva”, acrescentando que são considerados como “benignos, sem transmissão”, justificou.

A situação no Bairro das Pedreiras, um aglomerado populacional onde residem mais de 700 pessoas de etnia, umas em casa de alvenaria e outras em barracas de madeira e lata, foi revelado na manhã de sábado pela Câmara Municipal de Beja.

“Há casos de infeções recentes e a principal medida foi isolar essas pessoas e testar os contatos desses positivos. A operação de testagem vai ser alargada, mas não há razões para se pensar numa medida de isolamento do local”, justificou o delegado de saúde da ULSBA.

No dia da divulgação dos 46 casos positivos, o Município de Beja tinha 23 casos ativos, tendo “saltado” para um total de 67 casos, depois de duas pessoas terem sido dadas como recuperadas.

De acordo com os dados revelados esta segunda-feira pela ULSBA, entre as 00,00 horas do dia 14 de abril e até às 23,59 horas do dia 25, foram registados 64 novos casos, depois de ter sido feito um acerto de 4 casos contabilizadas a 23 de abril, com foram considerados como PCR’s negativos.

No total, o Município de Beja, que hoje tem 61 casos ativos, registava 2295 casos no dia 13 de abril e 2359 no dia 25, o que dá uma incidência de 192 casos por 100.000 habitantes, muito longe dos 107 que permitiram que avançasse-se para a 3ª fase do desconfinamento.

A publicação de novos dados por parte da Direção-Geral de Saúde (DGS) sobre a incidência de casos, deverão ser conhecidos no próximo dia 30 de abril e dizem respeitos ao número de novos casos registados entre 14 e 27 de abril e a manter-se a situação, pode acontecer que o concelho de Beja retroceda nas medidas aplicadas no âmbito da pandemia de covid-19.

Recorde-se que na anterior de resultados e das medidas decertadas pelo Governo, o concelho de Beja apresentava um rácio de 122 casos, mas a reclamação da Câmara de Beja, levou a que a DGS reconhecesse um erro no cálculo dos números o que levou a que o Município tenha avançado para a 3ª fase do desconfinamento.

Situação concelho a concelho

Novos casos entre as 00,00 horas de 14/04 e as 23,59 horas de 25/04 e os casos ativos ao final deste dia.

Aljustrel: 1 novo caso e 1 caso ativo, Almodôvar: 0 novos casos e 0 casos ativos, Alvito: 0 novos casos e 0 caso ativos, Barrancos: 0 novos casos e 1 caso ativo, Beja: 64 novos casos e 61 casos ativos, Castro Verde: 0 novos casos e 0 casos ativos, Cuba: 1 novo caso e 1 caso ativo, Ferreira do Alentejo: 3 novos casos e 3 casos ativos, Mértola: 3 novos casos e 2 casos ativos, Moura: 5 novos casos e 2 casos ativos, Ourique: 1 novo caso e 1 caso ativo, Serpa: 2 novos casos e 7 casos ativos e Vidigueira: 4 novos casos e 4 casos ativos.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
970x90_logo