Castro Verde: Os quatro homens que foram resgatados de ribeira, tiveram alta médica.


Os quatro homens que foram retirados com vida das águas da Ribeira de Cobres, no concelho de Castro Verde, e conduzidos para o Serviço de Urgência do Hospital de Beja, tiveram alta médica ainda durante a noite desse dia.

Leonor Vargas e Garcia, de 72 anos, que ficou presa no interior de uma das viaturas, foi resgatada já sem vida, pelo grupo de mergulho dos Bombeiros de Aljustrel, que antes tinha retirada com vida Virgílio Garcia, de 75 anos, o marido da vitima mortal.

Virgílio era dos quatro sobreviventes aquele que apresentava um estado de saúde mais preocupante, devido ao estado de hipotermia e foi o último a deixar o hospital, cerca da meia-noite.

Os outros três homens, os primeiros a serem arrastados para a ribeira, e que conseguiram sair pelos seus meios do interior do automóvel, e deram o alerta da tragédia, deixaram o Serviço de Urgência da unidade bejense cerca das 21,00 horas.

Luís Miguel Cravo, 42 anos, António Pedro Colaço, 54 anos, e António Lúcio Pinto, 69 anos, todos residentes em Entradas, concelho de Castro Verde, não ganharam para o susto, não tendo sofrido ferimentos, tendo sido transportados para o hospital por precaução.

O arrastamento das duas viaturas ocorreu cerca das 16,38 horas, quando faziam a travessia da pequena ponte que liga as duas margens da Ribeira de Cobres, entre São Marcos da Ataboeira e Entradas e foram arrastadas pela força da água.

A autopsia de Leonor Vargas e Garcia, só deverá ocorrer durante o dia de hoje no Gabinete Médico-Legal situado no Hospital de Beja.

O casal de septuagenários, Virgílio e Leonor, são pais de Rita Garcia, jornalista da revista Sábado.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
970x90_logo