Beja: UCI do hospital com investimento de quase 1M euros.


Lançado concurso para a ampliação da UCI do Hospital de Beja. Serão investidos cerca de um milhão de euros. Pandemia pode condicionar obras.

A Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) do Hospital José Joaquim Fernandes (HJJF), em Beja, vai ser alvo de obras, visando a criação de melhores condições técnicas num investimento de cerca de um milhão de euros.

O procedimento do concurso público já foi publicado em Diário da República, estando o mesmo a decorrer, devendo ser conhecida nos próximos dias a proposta vencedora a empreitada de ampliação daqueles serviços, cujas obras deverão estar concluídas 180 dias após o seu início.

Atualmente no HJJF, que é gerido pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), existe uma dispersão de valências por dois pisos do hospital, com a UCI a funcionar no 1º piso (na foto), junto ao Bloco Operatório e a UCI Covid-19 no terceiro piso.

Com as obras de ampliação, a nova UCI ficará a funcionar no 1º piso, com 8 camas e mais duas camas em quartos de isolamento, com pressão negativa, contribuindo assim, segundo Conceição Margalha, presidente do Conselho de Administração da ULSBA, “para a melhoria das condições de tratamento e assistência aos doentes”, justificou.

De acordo com a administradora hospital, depois de concluída a obra, “estarão asseguradas todas as condições técnicas, garantindo uma melhor prestação no tratamento dos doentes e melhores condições de trabalho aos profissionais”, deixando a ressalva de que o projeto “vai estar dependente da evolução da pandemia, uma vez que a ULSBA irá ter que diminuir a capacidade de internamento na UCI, encerrando quatro camas”, de forma a permitir o arranque da intervenção.

Teixeira Correia

(jornalista)


Share This Post On
970x90_logo