Beja: Prisão preventiva por violação sistemática das medidas de coação judiciais.

Pin It

Em julho foi detido por violência doméstica, mas violou sistemática as medidas de coação judiciais. Agora ficou em prisão preventiva.

Um homem de 42 anos, residente em Penedo Gordo, concelho de Beja, vai aguardar julgamento em prisão preventiva depois da violação, em pelo menos quatro ocasiões, das medidas de coação decretadas por um juiz do Tribunal de Beja.

A decisão resulta da detenção do indivíduo pelo crime de violência doméstica e posse de arma proibida, na sequência da ativação do sistema de teleassistência por parte da vítima, uma mulher de 45 anos, em virtude do suspeito ter arremessado pedras contra a porta e janelas da habitação da queixosa.

Em 31 de julho do corrente ano, o magistrado decretado que o individuo ficaria sujeito à medida de retenção na habitação com recurso a pulseira eletrónica, mas que este nunca deixou que fosse cumprida. Posteriormente e já com o aparelho colocado, deixou que este descarregasse a bateria para não ser localizado.

José M.B., já com antecedentes criminais pela prática dos crimes de furto e violência doméstica, continuou a ignorar as decisões do juiz e na quarta-feira, depois de novas ofensas à vítima, foi detido pela GNR e colocado em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Beja.

Teixeira Correia

(jornalista)

Pin It
Share This Post On
970x90_logo