Beja: PCP promove hoje protesto “Em defesa do direito à Saúde”.


O PCP promove hoje pelas 18.00 horas, uma ação de protesto, em frente ao Hospital Distrital de Beja, para denunciar os problemas que a população está a viver no acesso à saúde, agravados pela Covid-19. 

Para o PCP os problemas sanitários, económicos e sociais colocados pela epidemia não têm solução no campo da limitação de direitos, mas sim com a adoção de medidas de investimento no plano da saúde (nomeadamente hospitais, cuidados de saúde primários e saúde pública).

O PCP entregou um conjunto de 35 propostas dirigidas ao reforço do Serviço Nacional de Saúde, propostas que dão expressão às verdadeiras soluções e respostas de que o País necessita. 

O reforço do Serviço Nacional de Saúde, para assegurar a prestação de cuidados de saúde a todos os doentes com Covid-19 e com as demais patologias exige um investimento no aumento da capacidade do Serviço Nacional de Saúde, com mais meios, mais profissionais de saúde, mais equipamentos, mais capacidade nos centros de saúde e nos hospitais. 

Das propostas, o PCP destaca o reforço das Unidades de Saúde Pública, assegurando os rácios de médicos, enfermeiros e técnicos de saúde ambiental por habitantes que estão estabelecidos na legislação ou a recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários, que pode ser colmatada com o alargamento dos horários de funcionamento, a fixação de um incentivo excecional, idêntico ao que é aplicado nos hospitais, bem como o investimento na modernização dos sistemas de comunicações e do equipamento informático. 

E porque considera que a Saúde é um direito consagrado na Constituição da República, o PCP “sai hoje à rua para denunciar e para lutar”! 


Share This Post On
970x90_logo