Beja: Mais nove infetados e mais 7 hospitalizados na Mansão de São José.

Pin It

Operação de transferência de doentes da Mansão de São José para a Base Aérea 11, decorreu durante a tarde deste sábado. Aumentou o número de utentes infetadas e hospitalizadas.

Na Mansão de São José, em Beja, instituição que só recebe mulheres, há mais nove pessoas infetadas e mais sete utentes hospitalizadas, passando agora a ser 106 as infetadas e 10 as internadas no Hospital José Joaquim Fernandes. Ao longo da tarde de ontem 54 mulheres, duas das com testes negativos, foram transferidas da Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) para uma caserna da Base Aérea (BA) 11.

Na ERPI, propriedade de uma ordem religiosa, vão entretanto manter-se 25 utentes infetadas, devido à sua pouca capacidade de mobilidade, aguardando a mudança para ou espaço, para depois a instituição ser alvo de uma desinfeção.

Depois de na passada terça-feira terem sido conhecidos os dois primeiros casos, numa utente e numa funcionária, o que levou a uma testagem massiva e que originou a “explosão” na quarta-feira quando foram conhecidos mais 95 infetados, das 126 pessoas que coabitam diariamente na Mansão.

O presidente da Câmara de Beja referiu que a autarquia “contratou trabalhadores para substituir os da instituição que estão infetados, chegando hoje os primeiros 14 e também uma empresa de prestação de serviços de geriatria para cuidar dos utentes transferidos para a BA 11”, justificando que no concelho “a situação tornou-se muito complicada”, rematou.

Na operação de transferência das utentes da Mansão de São José para o Hospital e para a BA 11, estiveram envolvidos 25 operacionais de seis Corpos de Bombeiros e da Cruz Vermelha, apoiados por 15 viaturas.

Entretanto ficou a saber-se que noutro lar de Beja, com cerca de uma centena de utentes há dois casos positivos, uma funcionário e um utente, não tendo ainda sido feitos a testagem total dos ocupantes da instituição.

Teixeira Correia

(jornalista)

Pin It
Share This Post On
970x90_logo