Beja: GNR apreende rádios “espanta pardais”.


O Núcleo de Proteção Ambiental da GNR apreendeu seis rádios ilegais para espantar pássaros das árvores de fruto. Valor aproximado de 2.000 euros.

Militares do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) do Comando Territorial de Beja apreenderam numa exploração agrícola do concelho, seis rádios emissores de sons e sinais, conhecidos como “Espanta Pardais”, com valor aproximado de 2.000 euros.

Os aparelhos emitem sons de aves de rapina e de socorro dos próprios pardais, os pássaros que atacam as árvores de fruto, fazendo com que as “invasoras” sejam espantadas das áreas arborizadas.

O NPA da GNR levou a efeito uma ação de fiscalização dos aparelhos em diversas explorações e no caso concreto do concelho de Beja detetou seis desses dispositivos, que não se encontravam licenciados pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Além da apreensão dos seis aparelhos, foram também apreendidas seis bolsas de transporte dos mesmos, tendo o elaborado um auto de contraordenação por falta de licenciamento cuja coima pode atingir um valor que ronda os 45 mil euros, cujo expediente foi remetido para o ICNF.

Segundo apurou o Lidador Notícias (LN), os aparelhos são comprados em Espanha, têm um custo individual que ronda os 330 euros e cada um deles tem uma área de cobertura de 0,6 hectares (6.000 m2). Os “Espanta Pardais” reproduzem três tipos de sons: diferentes “pedidos de socorro” dos próprios pardais, de aves de rapina para espantar, especificamente de falcões e gaviões e sonoridades eletrónicas de encurralamento para afastar os pardais.

Teixeira correia

(jornalista)


Share This Post On
970x90_logo