Beja: 34º concelho com risco “muito elevado” de contágio.


Há 72 concelhos com risco “muito elevado” de contágio. O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS).

Beja é o 34º concelho onde o risco é “muito elevado”, segundo um cálculo do jornal Expresso, são 72 os concelhos portugueses com maior incidência de covid-19, no período de 5 a 19 de Outubro, tendo por base dados da DGS e estimativas de população do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

O caso de Beja tem a verdade com os surtos no Bloco Operatório do Hospital José Joaquim Fernandes, a Mansão de São José e o Centro Paroquial e Social do Salvador. No mapa dos piores concelhos com contágios surge também Odemira o 50º lugar.

Assim, ordenou 72 concelhos que apresentam um risco “muito elevado” de contágio depois de, em duas semanas, terem contabilizado mais de 120 novos casos por 100 mil habitantes.

Esses concelhos são os seguintes, ordenados do maior ao menor grau de incidência do contágio por coronavírus: Paços de Ferreira, Lousada, Bragança, Alvaiázere, Porto, Montalegre, Alcoutim, Mogadouro, Paredes, Pinhel, Felgueiras, Vizela, Góis, Marco de Canaveses, Penafiel, Arruda dos Vinhos, Valongo, Cinfães, Lisboa, Loures, Vila Flor, Sintra, Amarante, Cascais, Esposende, Vila Pouca de Aguiar, Guimarães, Vila Real, Alfândega da Fé, Santo Tirso, Resende, Borba, Vila Franca de Xira, Beja, Matosinhos, Ribeira de Pena, Odivelas, Lagos, Alter do Chão, Castelo de Paiva, Maia, Vila Verde, Castro Marim, Amadora, Mafra, Mêda, Seixal, Oeiras, Alenquer, Odemira, Penamacor, Entroncamento, Almada, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Vila do Conde, Albufeira, Macedo de Cavaleiros, Fafe, Póvoa de Lanhoso, Sernancelhe, Valença, Vinhais, Gondomar, Alcochete, Vila do Bispo, Tabuaço, Cantanhede, Valpaços, Guarda, Constância e Vila Nova de Famalicão.

Com o agravamento dos novos casos nos últimos dias e prevendo-se que a curva continue a crescer até ao fim do ano, há investigadores e especialistas que defendem a divulgação dos mapas de risco de contágio por concelho que foram elaborados por peritos do Instituto Ricardo Jorge e da DGS.


Share This Post On
970x90_logo