Volta Algarve: Michal Kwiatkowski protagoniza reviravolta fantástica. Ganha etapa rainha e a volta.

O polaco Michal Kwiatkowski (Sky), segundo da geral à partida da etapa em Faro, protagonizou uma reviravolta fantástica, ao ganhar a etapa rainha com final no Alto do Malhão (Loulé) e triunfou na Volta ao Algarve, destronando o seu companheiro de equipa Geraint Thomas.

Vencedor da prova em 2014, ano em se tornou também Campeão do Mundo de Estrada, Kwiatkowski foi um dos integrantes de um grupo de 31 unidades que deixou o pelotão ao quilómetro 15 e nunca mais viria a ser apanhado pelo pelotão, onde a Sky, aparecia na frente, mas não trabalhava para anular a fuga.

Ruben Guerreiro (Trek/Segafredo), Campeão Nacional de Estrada, integrou a escapada beneficiou do excelente trabalho do seu colega Jasper Stuyven e terminou segundo na etapa.

O principal derrotado desta estratégia da equipa britânica, foi o português Nelson Oliveira (Movistar) que era o terceiro à partida e concluiu a prova no 10º lugar, ainda assim o melhor luso na prova.

A 70 quilómetros da meta o grupo na frente da corrida tinha 5’15” de vantagem e a vitória de Kwiatkowski assumia-se como uma realidade, numa estratégia que baralhou todos os prognósticos. Além das vitórias na etapa e na prova, o polaco conseguiu também o triunfo na classificação por Pontos e quase conseguia a vitória na Montanha e tinha ganho a outra tapa com final em montanha, no Alto da Fóia (Monchique).

No pelotão o britânico Geraint Thomas assumia a disciplina da equipa e perdia a hipótese de ganhar a Volta ao Algarve pela terceira vez, já que cruzou a meta com quase dois minutos de desvantagem.

No final da etapa foi bonito ver o abraço entre o polaco, o vencedor, e o galês, ainda de camisola amarela. A Sky voltou a tocar no céu no Alto do Malhão.

Declarações

Michal Kwiatkowski (Sky): “Foi uma etapa extraordinária, com o grupo a conseguir uma vantagem confortável face ao bom entendimento de todos os integrantes. A estratégia da equipa passava pela vitória, minha ou do Geraint”.

Ruben Guerreiro (Trek/Segafredo): “Fiz uma excelente etapa com um trabalho fabulodo do meu companheiro Stuyven. Tenho orgulho em vestir a camisola de Portugal, como campeão”.

Nelson Oliveira (Movistar): “Saio feliz do Algarve, a etapa foi difícil, e era muito complicado manter o terceiro lugar porque a etapa não era ao meu jeito”.

Cumprindo ordens da direção do Sporting Clube de Portugal, depois da Assembleia-Geral de sábado em Alvalade, os corredores do Sporting/Tavira foram proibidos de prestar declarações à comunicação social. Só o podiam fazer ao jornal e televisão do clube, como não marcaram presença, ficaram calados.

Classificação da 5.ª Etapa: Faro – Alto do Molhão, 175,5 km

1.º Michal Kwiatkowski/Pol (Team Sky), 4h18m02s (40,344 km/h)

2.º Rúben Guerreiro/Por (Trek-Segafredo), a 4s

3.º Serge Pauwels/Bel (Team Dimension Data), a 8s

4.º Stefan Küng/Sui (BMC Racing Team), a 13s

5.º Cesare Benedetti/Ita (Bora-hansgrohe), a 15s

6.º Dion Smith/USA (Wanty-Groupe Gobert), a 17s

7.º Simon Geschke/Aut (Team Sunweb), mt

8.º Julen Amezqueta/Esp (Caja Rural-Seguros RGA), a 23s

9.º Ben Swift/USA (UAE Team Emirates), a 29s

10.º Frederik Backaert/Bel (Wanty-Groupe Gobert), a 35s

Geral Individual

1.º Michal Kwiatkowski/Pol (Team Sky), 18h54m11s

2.º Geraint Thomas/Gbr (Team Sky), a 1m31s

3.º Tejay van Garderen/USA (BMC Racing Team), a 2m16s

4.º Bauke Mollema/Ned (Trek-Segafredo), a 2m22s

5.º Bob Jungels/Bel (Quick-Step Floors), a 2m33s

6.º Jaime Rosón/Esp (Movistar Team), a 2m49s

7.º Maximilian Schachmann/Ger (Quick-Step Floors), a 2m50s

8.º Serge Pauwels/Bel (Team Dimension Data), a 2m50s

9.º Felix Grosschartner/Aut (Bora-hansgrohe), a 2m51s

10.º Nelson Oliveira/Por (Movistar Team), a 2m54s

Equipas: Team Sky, Pontos: Michal Kwiatkowski/Pol (Team Sky),  Montanha: Benjamin King/USA (Dimension Data) e Juventude: Sam Oomen/Ned (SunWe).

A próxima prova por etapas é a Volta ao Alentejo que estará na estrada entre 14 e 18 de março.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On