Vidigueira: Presidente da Assembleia Municipal “bate com a porta”.

O presidente da Assembleia Municipal (AM) da Vidigueira,  anunciou na passada sexta-feira, durante a reunião daquele órgão, a intenção de se demitir do cargo, invocando para isso “razões de ordem pessoal e profissional”.

O Lidador Notícias (LN) sabe que em causa em causa está a apreciação do Relatório do Estado de Ordenamento do Território-processo de revisão do Plano Diretor Municipal do Concelho de Vidigueira, que constava do ponto 3 da última Assembleia Municipal e que não seria do conhecimento do seu presidente.

Pedro Janeiro, independente eleito pela CDU, não terá gostado do desconhecimento do documento, além do facto do mesmo ter sido pedido em janeiro do corrente ano a um consultor cujo custo terá rondado os 50.000 euros.

Ao LN, Pedro Janeiro afirmou que “não faço nenhum comentário, para além do que disse na Assembleia Municipal”.

Ao “Diário do Alentejo, o autarca reiterou a sua intenção de abandonar a presidência e remeteu mais explicações sobre o assunto para a carta a formalizar a demissão, que ainda não escreveu.

Nas Eleições Autárquicas de 2017, a CDU elegeu sete membros da Assembleia Municipal de Vidigueira, o PS cinco e a lista independente três. No entanto, os comunistas garantiram a maioria naquele órgão somando aos eleitos os quatro presidentes das juntas de freguesia do concelho.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo