Covid-19: Negativos os testes efetuados a bombeiros e CVP.

Resultaram negativos os 556 testes sorológicos à covid-19 efetuados aos operacionais dos Bombeiros e Cruz Vermelha, revelou a CIMBAL ao Lidador Notícias.

Os testes sorológicos do covid-19, realizados na sexta-feira e no domingo a 556 operacionais do Corpo Ativo e de Comando de 12 das 15 corporações de bombeiros do Baixo Alentejo e da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) resultaram negativos.

Durante o dia de sexta-feira foram testados 400 bombeiros e na manhã de domingo foram realizados mais 156 testes, 136 a bombeiros e 22 a operacionais da CVP, 12 da delegação de Beja e 10 de Castro Verde, cujos resultados foram idênticos.

Os testes sorológicos, com a colheita de amostras de sangue aos testados, visavam saber se o vírus estava ativo e se havia ou não imunidade grupo e ambos foram de acordo com as expetativas, resultando negativos.

A testagem dos operacionais decorreu sob a coordenação da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), tendo os testes sido efetuados por equipas do Centro Académico de Investigação e Formação Biomédica do Algarve -Algarve Biomedical Center (consórcio do Centro Hospitalar Universitário do Algarve e da Universidade do Algarve).

Fernando Romba, Primeiro-secretário da CIMBAL, disse ao LN que “todos os testes efetuados deram negativos. Permitindo concluir que ao longo do tempo que a pandemia está ativa, todos os operacionais, aturam com o máximo de segurança” disse confiante.

Romba lembrou que o teste sorológico “permitiu aferir que as pessoas que tiveram contato com o vírus não foram contagiados e que ganharam a imunidade ao mesmo”, lembrando que do ponto de vista científico “vai permitir estudar a imunidade de grupo, numa amostra significativa de pessoas, que são operacionais de primeira linha”, concluiu.

As despesas com os testes foram suportadas pelas treze autarquias e as duas delegações da Cruz Vermelha que integram a CIMBAL, enquanto que, os Corpos de Bombeiros e CVP asseguram o transporte e despesas dos seus efetivos.

Não foram testados operacionais das corporações de Odemira e Vila Nova de Milfontes, que pertencem à Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL) e de Moura, cujos testes foram feitos no âmbito de um ação que decorreu naquela cidade por iniciativa da Câmara Municipal local.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo