Beja: Caso positivo “importado” da Argentina de um grupo de 45 pessoas.

Uma mulher deu positivo no teste de Covid-19, num caso que terá sido “importado” da Argentina, no seio de um grupo de 45 pessoas que esteve em Buenos Aires. É o segundo caso no distrito.

Uma mulher deu ontem positivo no teste de Covid-19, sendo o primeiro conhecido na cidade de Beja e o vírus terá sido “importado” da Argentina, já que a mulher fez parte de um grupo de 45 pessoas que regressou na passada sexta-feira daquele país sul-americano onde esteve numa visita a uma feira agrícola em Buenos Aires.

O Lidador Notícias (LN) apurou junto de familiares, que a mulher fez o teste na segunda-feira no Hospital de Beja, encontrando-se de quarentena em casa, com o marido que também integrou o grupo, tendo também já feito o teste, aguardando a notificação contraiu o vírus.

O grupo esteve retido durante alguns dias na capital argentina, faca ao cancelamento do voo de regresso pela Ibéria, depois do aeroporto de Madrid ter sido encerrado ao tráfego aéreo, tendo regressado fracionado a Portugal, via São Paulo, no Brasil.

A viagem à capital argentina, teve como objetivo a visita à Expoagro, a mais importante exposição agroindustrial em campo aberto daquele país sul-americano, numa viagem organizada pela Associação de Agricultores do Baixo Alentejo (AABA), com sede em Beja.

Tal como o LN revelou em exclusivo no passado dia 16, o grupo contatou a Embaixada de Portugal na capital argentina, para procurarem ajuda com vista a conseguir uma solução para o repatriamento.

Os últimos 12 elementos do grupo de 45 portugueses embarcaram na quinta-feira em Buenos Aires, cerca das 15,00 horas em Portugal, num voo da companhia brasileira LATAM, com destino a São Paulo, onde depois apanharam uma ligação para Lisboa.

Segundo caso no distrito de Beja

Este é o segundo caso no distrito de Beja, depois de ontem ter sido confirmado outro caso “importado”, no caso um emigrante de 60 anos, natural de Bragança e com residência há mais de 20 anos em Almodôvar, como positivo no teste do Covid-19.

O indivíduo, construtor civil em França regressou a Portugal no passado domingo, sentiu sintomas que poderiam configurar a contaminação por Covid-19 e contatou a linha Saúde 24, tendo-lhe sido dado a indicação para seguir para o Hospital de Beja, o que fez de forma isolada no seu automóvel.

À segurança da portaria do Hospital de Beja foi fornecida a identidade do doente com a indicação expressa do mesmo não sair da viatura, onde lhe seriam efetuados os testes conducentes à confirmação ou não de estar infetado com Covid-19.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo