TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademer Dias): novas opções, números novos e uma história antiga.

A administração pública portuguesa vai ter alguns dados tratados através de inteligência artificial (IA).

Ademar Dias

Jornalista

Rádio Horizonte Algarve/ Tavira

A notícia surgiu nesta quarta-feira e dá conta que prevenção de acidentes e deteção de viciados em jogo na Internet são alguns dos objetivos dos projetos que o governo apresenta para tratar os dados recolhidos pela administração pública com mecanismos de inteligência artificial.

A ministra da Presidência e Modernização Administrativa disse mesmo que a ideia é “melhorar os serviços públicos”, conseguindo usar a informação para “prevenir em vez de remediar”.

Com quatro milhões de euros serão apoiados 19 projetos que juntam organismos públicos, autoridades, universidades e instituições científicas, que trabalharão dados disponibilizados à comunidade científica, mas só depois de serem “protegidos previamente” num projeto com o Instituto Nacional de Estatística.

O futuro aqui tão perto…

Parece que o ‘Modo Férias’ está a chegar ao WhatsApp. Este modo vai permitir arquivar conversas de forma definitiva, impedindo que surjam mesmo quando recebe mensagens novas.

Até aqui era possível arquivar conversas, sendo que caso recebesse uma nova mensagem ela voltaria a figurar na página inicial. Algo que é travado neste novo modo, uma vez que as conversas apenas vão regressar à página inicial quando o ‘Modo Férias’ for desativado.

Desta forma torna-se possível silenciar grupos de trabalho durante períodos de descanso e evitar algum inconveniente.

A informação sobre este modo foi descoberta pelo WABetaInfo, que refere que a funcionalidade está em desenvolvimento para Android e iOS mas que, de momento, ainda não tem qualquer data de lançamento.

Correm rumores que o Spotify se encontra a trabalhar numa nova área que vai apresentar aos utilizadores do serviço a música mais recente dos seus artistas preferidos.

A informação foi avançada pelo The Verge que identifica mesmo o nome desta nova área, ‘What’s New’. E como este novo ´separador` tem surgido a alguns utilizadores do Spotify, tal pode mesmo indicar que a sua implementação pode estar já está em fase avançada de testes.

Esta nova ferramente tem potencial para ser particularmente útil para aqueles que seguem vários artistas de géneros diferentes e que, assim, podem voltar a ouvir uma determinada sonoridade mesmo quando têm apostado mais em ouvir sons distintos nos últimos tempos.

Agora os números do Netflix. A plataforma angariou sete milhões de novos subscritores no terceiro trimestre de 2018, um novo recorde.

O Deadline detalha que 1,09 milhões destes novos assinantes são dos Estados Unidos, enquanto os 5,87 milhões restantes estão espalhados pelo resto do mundo.

Contas feitas, o serviço de streaming conta, atualmente, com qualquer coisa como 137.1 milhões de utilizadores.

Mais, a Netflix está confiante em prever que no próximo trimestre o número vai subir. Como está aí a época natalícia, período onde normalmente este tipo de serviços se tornam mais convidativos devido a férias, é bem possível que as expetativas venham a ser cumpridas.

O crescimento de subscritores da Netflix tem sido alicerçado sobretudo numa estratégia de desenvolvimento de conteúdo original, e o serviço parece estar a convencer cada vez mais pessoas.

Agora o cinema com o habitual destaque semanal entre os filmes que agora chegam às salas nacionais.

E desta vez entramos numa área (entenda-se género) poucas vezes aqui explorada, uma vez que vamos falar de “Halloween”, um thriller de terror no qual Jamie Lee Curtis volta a interpretar a icónica Laurie Strode, que vai confrontar pela última vez Michael Myers, a figura mascarada que a persegue desde que conseguiu escapar da matança no Halloween há quatro décadas.

O mestre do terror John Carpenter é o produtor executivo e consultor criativo neste filme, juntando forças com o atual líder da produção de filmes de terror Jason Blum. Inspirados pelos clássicos de Carpenter, os cineastas Gordon Green e Danny McBride criaram uma história que marca um novo caminho a partir dos eventos do filme de 1978. Além do argumento, David Gordon Green é também responsável pela realização.

Aqui fica o trailer: https://www.youtube.com/watch?v=iTFWGNKdSOc

Share This Post On