TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademar Dias): PSU, portabilidade e outras marcas.

Uma análise sistemática a 41 estudos, publicada no final de novembro, identificou uma utilização problemática dos telemóveis (PSU, na sigla em ingês) em uma em cada quatro crianças e jovens, o que pode ter efeitos na saúde mental.

Definindo a PSU como o uso de smartphones associado a pelo menos um elemento de utilização disfuncional, como ansiedade quando o utilizador não tem acesso ao telemóvel, os investigadores estabeleceram relações deste vício com vários problemas de saúde mental. Segundo a avaliação, 23% dos jovens utilizavam de forma problemática os smartphones, ficando por exemplo ansiosas por não poderem usar o telefone.

A utilização problemática dos telemóveis pode estar associada a uma maior probabilidade de depressão, ansiedade, stress e uma pior qualidade de sono.

A investigadora Nicola Kalk, do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência do King’s College London, fala numa “necessidade de consciencialização pública sobre o uso dos smartphones por crianças e jovens”, numa altura em que os pais devem estar cientes de quanto tempo passam os filhos com os telefones”.

A portabilidade de dados entre os serviços online é uma das exigências do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) e uma das tendências para salvaguardar a informação dos utilizadores.

E o Facebook parece ir ao encontro do aumento do controle e da liberdade de escolha dos seus utilizadores com uma nova ferramenta que permite transferir fotografias da rede social para outros serviços.

A ferramenta é baseada no projeto Data Transfer Project, que a Facebook integra, e está a ser disponibilizada gradualmente aos utilizadores da rede social, não estando ainda disponível para todos os utilizadores.

O objetivo passa por cobrir todos os utilizadores do Facebook até ao final do primeiro semestre de 2020.

Para já só é possível transferir as fotografias e vídeos para o serviço Google Photos, mas serão progressivamente adicionados outros serviços de alojamento e imagens online.

A DECO encontrou várias violações da lei na última Black Friday, desde preços em falta a promoções com preços acima do normal. A associação de defesa do consumidor diz que vários produtos não respeitaram a Lei dos Saldos e das Promoções e, em comunicado, lista as infrações de algumas lojas, nomeadamente da Worten, Media Markt e Radio Popular.

Segundo o comunicado à imprensa, foram registadas várias falhas: o vendedor não exibia o novo preço e o preço anteriormente praticado ou, em alternativa, a percentagem da redução; as lojas não apresentavam o preço riscado e o mesmo já esteve mais baixo; não existiu uma “redução real” do preço porque o produto esteve 60 dos últimos 90 dias com um preço abaixo do “preço normal” (ou seja, aquele que deve funcionar como referência para o conceito de “preço mais baixo anteriormente praticado”).

Estas são algumas das situações que os consumidores devem verificar antes de “embarcarem” numa compra por impulso só baseada no preço.

Nota para a ferramenta da DECO “Comparar Preços” (https://www.deco.proteste.pt/comparar-precos), a qual recomendamos.

A PlayStation entrou para o livro do Guinness no mesmo dia em que comemorou 25 anos de vida.

A marca nasceu a 3 de Dezembro de 1994 e contituiu-se como aquela que mais consolas caseiras vendeu, na história dos videojogos. Ao todo, foram vendidas mais de 450 milhões de consolas caseiras da PlayStation.

O recorde para o Guinness World Records foi registado a 7 de Novembro de 2019 e inclui, naturalmente, as vendas alcançadas com as consolas PS1, PS2, PS3 e a mais recente PlayStation 4.

E com a chegada da PS5 cada vez mais próxima a fasquia tende a ficar cada vez mais alta.

No cinema, destaque para um filme de ação que agora chega às salas.

“21 Pontes”, do realizador Brian Kirk, conta com Chadwick Boseman no papel de protagonista. Ele é Andre Davis, um detetive da polícia de Nova Iorque que tem de capturar os responsáveis pelas mortes de vários polícias. Andre vê-se envolvido numa complicada e inesperada conspiração. À medida que a operação avança fecham-se as 21 Pontes de Manhattan para impedir a fuga dos assassinos. Para este detetive fracassado esta é a última oportunidade de redenção.

Trailer em https://www.youtube.com/watch?v=lUW5NyblSR8&feature=emb_logo

Share This Post On
970x90_logo