TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademar Dias): ataques, áudio e novidades no lazer.

A mais recente investigação da Dashlane revela que, em 2019, 27% das startups nacionais sofreram ciberataques. O phishing é o tipo de incidente mais frequente e 80% das empresas registaram ataques do género no ano passado.

Ademar Dias

Jornalistas

Rádio Horizonte Algarve/ Tavira

E nos primeiros seis meses de 2020 o panorama torna-se mais preocupante. Este ano repete-se a percentagem de empresas que reportam ataques informáticos, significando um agravamento no que toca ao número de ocorrências.

A análise a uma amostra de 37 empresas portuguesas detalha que além do phishing, os ataques de brute force, que afetaram 60% das startups em 2019, DDos e port scanning, que atingiram 50% das organizações, também são comuns. Já 30% das startups indicaram ter sido afetadas por ataques de malware, tanto em 2019 como em 2020. Os incidentes de credential stuffing, ransomware e ataques persistentes avançados também estão em destaque.

No que diz respeito às soluções de cibersegurança adotadas, o relatório destaca que 83% das startups recorrem a firewalls, 81% a backups e 78% à cloud. Cerca de 62% das empresas usam também gestores de passwords.

O Twitter anunciou que começou a testar a possibilidade de publicar áudio na plataforma. A funcionalidade já está mesmo a ser disponibilizada.

Com esta ferramenta, o utilizador vai poder publicar tweets de voz com a duração máxima de 140 segundos, exatamente a mesma quantidade de caracteres permitidos na rede social na sua versão tradicional de texto. No entanto, se o audio demorar mais do que esse limite a gravação será repartida e o áudio publicado em várias partes.

Para enviar e publicar um tweet áudio, o utilizador deve clicar no novo ícone de ondas sonoras lilás que surge na rede social, junto ao símbolo da câmara fotográfica.

Na versão mobile, ao clicar nalgum tweet de áudio, a reprodução será aberta numa nova janela na parte inferior. Assim, o utilizador pode ouvir a publicação ao mesmo tempo que continua a navegar.

O website brasileiro Whiplash elaborou a lista das canções rock que já ouvimos demasiadas vezes.

O Whiplash realça que não se tratam de más canções, apenas que estas são tão omnipresentes em playlists, na rádio ou até mesmo em centros comerciais que já se tornaram incómodas.

Da lista fazem parte nomes como os Red Hot Chili Peppers, Queen, Ramones, Doors, Rage Against the Machine ou Green Day, entre muitos outros.

Podia indicar alguns exemplos de músicas que entram nesta lista, mas como as há para todos os gostos… fica o link: https://whiplash.net/materias/biografias/321749-metallica.html

A Disney+ vai chegar a Portugal a 15 setembro. O serviço de ‘streaming’ dedicado a filmes e programas da Disney, Pixar e Star Wars, entre outros, vai entrar em mais oito países europeus nessa data.

Para além de Portugal, este serviço de televisão por Internet será na Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia, Islândia, Bélgica e Luxemburgo em simultâneo, a 15 de setembro.

O serviço da Disney+ permite aos pais definirem perfis infantis.

O preço do serviço em Portugal será de 6,99 euros por mês ou €69.99 ao ano.

Pertencente ao segmento ‘Direc-to-Consumer & International’ da The Walt Disney Company, o serviço Disney+ está disponível na maioria dos dispositivos ligados à Internet e oferece programação sem anúncios e com uma grande variedade de filmes originais, documentários, séries de animação e em ‘live-action’ e curtas metragens.

A Google anunciou uma nova Stadia Connect.

Com o intuito de revelar as grandes novidades que estão a caminho do seu serviço de streaming, na segunda metade de 2020, a Google vai apresentar uma transmissão especial em Julho.

Assim, no dia 14 de Julho, vai ser possível assistir à revelação de grandes novidades para o Google Stadia, que por enquanto permanecem em segredo pois a Google ainda não deu qualquer pista.

A companhia não esclareceu se também vai revelar novidades sobre a expansão do serviço e possível chegada a países como Portugal ou Brasil.

Share This Post On
970x90_logo