Opinião (José Lúcio/ Colunista) Parar a violência doméstica?
Fev15

Opinião (José Lúcio/ Colunista) Parar a violência doméstica?

Os tribunais não conseguem parar a violência doméstica. Não, não conseguem. Também não conseguem parar a corrupção, por exemplo. Não haja ilusões. Não conseguem. Os tribunais podem julgar todos os crimes que lhes apresentem, mas nunca pararam nenhum.

Ler Mais
TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademar Dias): plataformas atualizam-se, mas há um arquivo…
Fev14

TECNOCRÓNICA (Opinião de Ademar Dias): plataformas atualizam-se, mas há um arquivo…

O WhatsApp deu a conhecer algumas informações sobre como identifica e elimina contas na sua app de mensagens, revelando que todos os meses são banidas dois milhões de contas. A empresa adianta também que três em cada quatro das contas banidas são identificadas sem denúncia de seres humanos.

Ler Mais
Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): A FALÊNCIA DO SISTEMA QUE NÃO EXISTE.
Fev13

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): A FALÊNCIA DO SISTEMA QUE NÃO EXISTE.

O fenómeno da Violência Doméstica (VD) teve na semana passada, uma visibilidade fora do comum, porque aparentemente, o limite de mortes em contexto de relações de intimidade por mês, para que a sociedade se indigne e tome consciência da gravidade que a VD assume em Portugal, é de nove mulheres e uma criança.

Ler Mais
 Opinião (José Lúcio/ Colunista): Tribulações da vida judiciária.
Fev08

 Opinião (José Lúcio/ Colunista): Tribulações da vida judiciária.

Não sei se já repararam que num jogo de futebol actuam três equipas, mas só duas é que têm adeptos. A terceira é a equipa de arbitragem, e não conta com adeptos nem simpatizantes. Naturalmente, é para esta que são canalizadas todas as frustrações e descontentamentos que a partida traga.

Ler Mais
TECNOCRÓNICA (Opinião Ademar Dias): estudos, estatísticas e mais algumas novidades.
Fev07

TECNOCRÓNICA (Opinião Ademar Dias): estudos, estatísticas e mais algumas novidades.

Um estudo das Universidades de Nova Iorque e Stanford concluiu que o afastamento de redes sociais como o Facebook pode ajudar a que leve uma vida mais feliz e com menos ansiedade, depressão e solidão.

Ler Mais