Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): TRADIÇÃO IGUAL A HUMILHAÇÃO.
Set19

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): TRADIÇÃO IGUAL A HUMILHAÇÃO.

Mais uma vez a notícia de uma suposta praxe abusiva e humilhante lembrou-nos que a tradição académica a que chamam praxe, continua a ser o que sempre foi. Estúpida.

Ler Mais
Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): MAIS ESCOLA(S) SEGURA(S).
Set12

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): MAIS ESCOLA(S) SEGURA(S).

Como é do conhecimento de todos, esta semana inicia-se mais um ano letivo, sabendo que “metade dos alunos com idades entre os 13 e os 15 anos, em todo o mundo, passa por situações de violência na escola ou nas imediações do estabelecimento de ensino” de acordo com um estudo da UNICEF.

Ler Mais
Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): BOAS PRÁTICAS DE COMBATE AO VERLT.
Ago29

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): BOAS PRÁTICAS DE COMBATE AO VERLT.

A sigla VERLT significa “Violent Extremism and Radicalisation Leading to Terrorism”, e com o presente artigo pretendemos dar a conhecer quais as boas práticas existentes no âmbito do Policiamento de Proximidade/Comunitário de combate à radicalização conducente à adoção de ideologias assentes no extremismo violento, como o terrorismo.

Ler Mais
Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): GNR-UMA POLÍCIA INTEGRAL +.
Ago15

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): GNR-UMA POLÍCIA INTEGRAL +.

Uma possível definição para “Polícia Integral”, poderá ser aquela que na sua área de ação exerce competências de Policiamento Comunitário/Proximidade, de Ordem Pública e de Investigação Criminal.

Ler Mais
Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): A DARKNET E AS DROGAS.
Jul11

Opinião (Rogério Copeto/ Oficial GNR): A DARKNET E AS DROGAS.

O “Relatório Europeu sobre Drogas: Tendências e evoluções – 2018” da responsabilidade do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, e dado a conhecer no dia 7 de junho, estima que os fornecedores dos Estados-Membros da União Europeia (UE) tenham sido responsáveis por quase metade das vendas de drogas ilícitas através da darknet, entre 2011 e 2015.

Ler Mais