Serpa: Clube de Futebol UNIÃO SERPENSE Sport Clube. Novo clube, projeto diferente.

“Meninos do Rio” bons de bola crescem em Serpa. Projeto “União”, nasceu no Rio de Janeiro e trás jovens promessas para “montra” Europeia.

O União Serpense foi criado em julho do corrente ano, para dar corpo a um projeto que Ademilson Brito desenvolve no Brasil denominado “União” e surge da amizade com Alfredo Mestre. O primeiro, além treinador é o manager do clube, e o segundo o presidente.

No início do ano, Ademilson e alguns dos jogadores estiveram ligados a um clube algarvio e as coisas não correram como planeado e a oportunidade de Serpa, tornou-se uma realidade. Primeiro ainda houve um contato com o principal clube da cidade, o F.C.Serpa (FCS), mas não houve acordo.

“Conheci o Ademilson e a conversa sobre o projeto agradou-me e decidimos avançar. Queremos subir de divisão para assim pensarmos em outros voos. O importante é fazer do clube uma “montra” de jovens talentos. Não há rivalidades com o FCS”, diz Alfredo Mestre.

Todos os jogadores são oriundos do Rio de Janeiro, tendo a maioria a dupla nacionalidade. Chegaram a Serpa em finais de agosto e a partir daí foi treinar e jogar. Todos se sentem bem recebidos, seguros e tranquilos.

“Os meninos estão felizes. Toda a gente nos tem tratado muito bem, desde a população às autoridades locais” justifica Ademilson Brito, que trouxe a esposa para a “Cidade Branca”.

Paulo André, um jovem guarda-redes de 22 anos, a rondar o 1,70 metros de altura, refere que “a cidade é pequena, o que nos permite focar no importante, o trabalho”, remata.

O clube alugou um enorme casario, onde vivem todos os jogadores e contratou uma funcionária que trata da cozinha, roupa dos jogadores e dos jogos. Mas, o União foi mais além e adquiriu uma carrinha e um mini autocarro.

Em Serpa fala-se que por de trás do projeto está o antigo avançado do Penafiel e agora do Atlético de Madrid, Diego Costa, mas ninguém confirma. Nas camisolas pode ver-se que o sponsor é uma empresa de assessoria desportiva brasileira, que assegura a representação dos jogadores.

A equipa treina cinco dias por semanas, com três treinos de manhã e à tarde às segundas, terças e quintas-feiras e um treino à tarde à quarta e sexta-feira.

Os treinos e jogos realizam-se no Complexo Desportivo da cidade, que foi cedido pela autarquia. Ademilson sente-se grato: “têm sido extraordinários, até o senhor Baião (responsável do recinto) é mais um elemento do time”, remata.

O União Serpense disputa o Campeonato Distrital da 2ª Divisão da Associação de Futebol de Beja (AFB) e já despertou o interesse dos amantes do futebol regional.

Entre jogos de preparação e competições oficiais associativos, o União disputou nove partidas, ganhou sete, a que se junta um empate e uma derrota, com a bonita soma de 28 golos marcados e 5 sofridos, estes somente em 3 jogos.

No passado sábado o União Serpense começou, o que todos no clube acreditam ser a “corrida para o título e a subida”, com uma goleada caseira de 5-1 ao CCD do Bairro da Conceição (Beja). “Os meninos jogaram prá caramba”, atirou Ademilson no final do jogo.

Figura

João Wanderley (Capitão de equipa, 22 anos)

Começou aos 13 anos no Fluminense O passado jogou na A.D. “Os Limianos”, no Campeonato de Portugal. Juntou-se ao União porque acredita que “podemos criar um projeto de grande futuro e daqui dar o salto para um clube de enorme dimensão. Todos acreditamos e estamos empenhados nisso”, revela.

Bilhete de Identidade

Fundação: 05/07/2019, Local de jogos: Complexo Municipal Manuel Baião, em Serpa, Sócios: Não tem, Palmarés: Vencedor da Série C da Taça de Honra da 2ª Divisão da A.F.Beja (2019/2020). Derrotado nas meias-finais da Final Four da mesma competição pelo Beira Serra Naverredondense. Disputa pela primeira vez o Campeonato Distrital da 2ª Divisão da A.F.Beja, integrando a Série A (2019/2020).

Curiosidades

Fundado há 4 meses: O clube foi fundado para receber o projeto que no Brasil também se chama União e visa trazer para Serpa jovens talentos brasileiros, com o objetivo de os fazer chegar aos grandes clubes da Europa.

“Montra Sub23”: Só três dos jogadores não têm idade de Sub23, estando agendados jogos com equipas do escalão. No passado sábado, o União jogou com o Sporting em Alcochete e empatou 1-1. No dia 16 de novembro joga na Vila das Aves, no final do ano têm jogos no Dubai e a 15 de janeiro, em Beja defronta o Borussia de Dortmund.

Plantel

Guarda-redes: Paulo André, Defesas: Bruno Brito, Vinicius Brito, Dudu Eduardo, Gabriel Branco, Mayron Veiga e Iago Borges, Médios: Israel Carvalho, Sandro Napier, Guido Carvalho, João Wanderley, Max Torres, Rodrigo Lima, Lucas da Silva e Gaio Vale e Avançados: Tiago Cajueiro, Giovanni Assis e João Cardoso.

Equipa técnica: Ademilson Brito e Fernando Monteiro (treinadores), Presidente: Alfredo Mestre, Secretário-Geral: Fábio Arrais, Diretor desportivo: Ricardo Reis e Fisioterapeuta: Diogo Brito.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo