Rio de Moinhos/ Aljustrel: Pedro Guiomar deixa a prisão preventiva e passa a domiciliária.

Pedro Guiomar, residente em Rio de Moinhos, Aljustrel, que esteve envolvido numa tentativa de homicídio, vê hoje alteradas as medidas de coação. Passa de prisão preventiva a domiciliária.

O ex-mineiro das minas de Neves-Corvo, estava detido preventivamente no Estabelecimento Prisional de Beja, desde o passado dia 3 de abril, para sua casa, onde vai aguardar o julgamento.

A alteração da medida de coação, verifica-se após recurso do seu advogado(a), o que deixa perceber que a acusação do processo já está concluída e que o magistrado responsável pelo mesmo, entende não existir perigo de perturbação do inquérito e de fuga do país.

Cerca das 07,15 horas do dia 1 de abril, Pedro Guiomar, 38 anos, viu-se envolvido, no que foi apontado como uma tentativa de homicídio, quando disparou tiros de caçadeira sobre um primo que terá atingido na cabeça, um crime que ocorreu na localidade de Rio de Moinhos, no concelho de Aljustrel.

Dois dias depois, o suspeito foi presente ao juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Ourique, como autor material de um crime de tentativa de homicídio, na forma tentada. O homem terá disparado contra André Guerreiro, 30 anos, também mineiro, mas nas minas de Aljustrel, depois de uma discussão no Baile da Pinha.

A vítima foi transportada num helicóptero do INEM, para o Hospital de São José, em estado considerado como grave, mas dois dias depois teve alta clínica.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On