PS: Socialistas viabilizam discussão parlamentar da situação laboral na Somincor.

A situação laboral na Somincor vai ser alvo de uma audições parlamentares, que o partido PS, um dos suportes do Governo, viabilizou.

Na sequência de um contacto mantido com os representantes sindicais dos trabalhadores na Assembleia da República, o Partido Socialista viabilizou a audição parlamentar do Senhor Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, da Inspetora-Geral da Autoridade para as Condições do Trabalho e do sindicato trabalhadores da Somincor sobre a situação laboral nas minas de Neves-Corvo, em Castro Verde.

Com sentido de equilíbrio e de salvaguarda dos interesses em presença, para as pessoas e para o desenvolvimento regional, nada como procurar clarificar a situação sobre a observância da legislação laboral em vigor numa infraestrutura importante para a economia da região e para o desenvolvimento local, regional e nacional.

O voto favorável do Partido Socialista viabilizou a aprovação do requerimento apresentado pelo grupo parlamentar do PCP sobre a situação dos trabalhadores da Somincor – Sociedade Mineira de Neves-Corvo, SA, subsidiária da Lundin Mining, com a solicitação de realização de audições com carácter de urgência.

Pedro do Carmo, Deputado à Assembleia da República eleito pelo círculo de Beja, justificou que “tudo fizemos para que esta iniciativa parlamentar fosse concretizada, gerando uma oportunidade para avaliar as situações denunciadas pelos sindicatos à luz da legislação em vigor”.

Sem preconceitos ou desvios ideológicos, importa esclarecer a situação numa das mais relevantes empresas no setor mineiro em Portugal, com um papel fundamental nas exportações nacionais, pilar importante para o crescimento económico que se tem registado em Portugal.

Só o crescimento económico possibilita a geração de riqueza, para o Estado e para os privados, que permite uma linha política de redistribuição e de reposição dos direitos dos trabalhadores que tem vindo a ser prosseguida pelo Governo do Partido socialista, desde 2015.

Com sentido da realidade, das disponibilidades e da necessária sustentabilidade das opções políticas, continuaremos a responder às necessidades das pessoas e dos territórios, como acontece com o Baixo Alentejo.

Share This Post On