Ourique: Provedor da Santa Casa contesta atuação do Presidente da República.

Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Ourique, “atira-se” ao Presidente da República em Carta Aberta sobre o pandemia. José Raul dos Santos afirma que Marcelo Rebelo de Sousa preocupa-se mais “em posar para as câmaras numa plantação de tomates”.

Numa Carta Aberta dirigida ao Presidente da República, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Ourique (SCMO) acusa Marcelo Rebelo e Sousa de estar “mais preocupado” em prestar declarações numa varanda e “em posar para as câmaras numa plantação de tomates” do que estar “atento ao que verdadeiramente interessa”.

José Raul dos Santos, que já foi presidente da Câmara de Ourique, deputado na Assembleia da República e presidente da Distrital, sempre pelo PSD sustenta que o Presidente da República que quer, “é aquele que dispensando folclores que não são compatíveis com o cargo”, e que sabe responder “aos anseios e preocupações com que todos se debatem”, justifica.

O antigo homem forte do PSD no distrito de Beja, lembra que a instituição que lidera “conta com mais de 100 colaboradores e apoia cerca de 340 famílias”, lembra a Marcelo Rebelo de Sousa que apesar dos alertas sobre a pandemia, passando um mês a SCMO não recebeu: “uma única máscara, um simples par de luvas, um singelo frasco de gelo ou um indispensável fato de proteção”, enfatiza.

O Provedor da Santa Casa vai mais longe e recorda que apesar dos aviões descarregarem material de proteção vai para qualquer lado menos para o Alentejo que alguns chamam de “profundo”, mas que José Raul o apelida de “abandonado e bastardo”.

Apelando ao “seu” Presidente da República e ao Marcelo Rebelo de Sousa, o antigo autarca de Ourique vai rebuscar ao baú da história a tragédia, o temporal e as cheias na noite de 5 de novembro de 1997, que se abateram sobre o concelho de Ourique, para recordar “a forma disponível, voluntária, prestável e amiga” que o então presidente do PSD teve para “dar uma palavra de ânimo”, remata.

Em junho de 2016, no decurso do XII Congresso Nacional das Misericórdia, realizado no Fundão, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Ourique foi condecorada com a medalha de “Mérito e Dedicação”, pela União das Misericórdias Portuguesas, distinção lhe foi entregue pelo Presidente da República.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo