Your SEO optimized title

Ourique: Colisão frontal mata empresários de Castro Verde e São Bartolomeu de Messines.

Uma colisão frontal entre duas ligeiras de mercadorias, esteve na origem da morte de dois empresários, os condutores das duas viaturas, na sequência da invasão da via contrária pelo veículo que circula no sentido Sul/ Norte, com procedência do Algarve.

Por motivos ainda não apurados, mas as causas mais prováveis são a sonolência ou doença súbita, a viatura conduzida por António José Correia Carrasqueiro, de 61 anos, empresário do setor da construção e alimentação, residente na aldeia de Amarosa, em São Bartolomeu de Messines, colidiu de frente com a outra, tripulada por Jorge Manuel Cabrita Nunes, 60 anos, empresário ligado ao negócio de gado, em Castro Verde, provocando a morte dos dois homens.

O acidente ocorreu cerca das 07,48 horas de ontem, no Itinerário Complementar (IC) 1, ao quilómetro 684,9, na zona da Portela do Lobo, concelho de Ourique, uma das zonas “mais negra e fatídica” daquela via.

Desde janeiro de 2016 naquela zona do IC1 já morreram oito pessoas, cinco das quais desde o passado dia 1 de setembro. Neste dia uma viatura BMW, tripulado por uma mulher, invadiu a via contrária embateu em outro ligeiro. A violência do embate foi de tal ordem que o motor do potente carro, partiu-se e ficou a mais de 100 metros do local do choque.

O local do acidente é composto por uma via em cada sentido, tendo a viatura que procedia do Algarve, que iniciava uma subida onde a estrada passa a ter duas faixas, indo embater na outra, cujo condutor tentou sair da via a fim de evitar o embate, o que não conseguiu. No local do embate não existe qualquer sinal de travagem da viatura que invadiu a via contrária.

Dado o estado grave dos dois condutores, foi acionado o helicóptero do INEM, sedeado em Faro, tendo o meio aéreo aterrado no IC1, acabando o médico por se limitar a confirmar o óbito dos dois indivíduos, que não resistiram aos ferimentos.

O trânsito no IC1, esteve condicionado ao longo de cinco horas, tendo-se o escoamento sido feito de forma alternada pela faixa no sentido Sul/ Norte, já que na zona não existem outras vias alternativas.

No socorro às vítimas estiveram envolvidos mais de três dezenas de operacionais, apoiados por nove viaturas, dos Bombeiros de Ourique e Almodôvar, a viatura de suporte imediato de vida (SIV) de Castro Verde, Destacamento de Trânsito e Núcleo de Investigação de Acidentes de Viação (NICAV) da GNR e o helicóptero do INEM, estacionado em Faro.

Os cadáveres de António Carrasqueiro e Jorge Nunes foram transportados para o Gabinete Médico-Legal do Hospital de Beja, onde vão ser autopsiados.

Caracterização da via

O IC1 na zona conhecida como Portela do Lobo caracteriza-se por ter nas subidas, nos dois sentidos, Sul/Norte e Norte/Sul, duas faixas de rodagem, por causa dos pesados. Apesar das limitações em muitas zonas do Itinerário, a velocidade excessiva de muitos ligeiros marcam o dia-a-dia naquela via.

É uma estrada muito utilizada por pessoas dos concelhos de Ourique, parte sul do concelho de Santiago do Cacém e dos concelhos algarvios de Silves e São Bartolomeu de Messines, tanto a nível de deslocações em passeio, mas em particular de negócios. Com o aumento das portagens, o IC1, ganhou uma sobrecarga de tráfego, que trouxe mais acidentes e mortes.

Dados de acidentes de1 janeiro a 31 de dezembro de 2016

Zona de Portela do Lobo: 21 acidentes, com 3 mortos (dois ocorreram num acidente de 20 de novembro), 4 feridos graves e 16 feridos ligeiros. Há a registar uma recusa de assistência e um ferido que abandonou o local do acidente.

Área de intervenção dos Bombeiros de Ourique: 67 acidentes, com 4 mortos, 20 feridos graves e 44 feridos ligeiros.

Dados de acidentes de1 janeiro a 11 de outubro de 2017

Zona de Portela do Lobo: 11 acidentes, com 5 mortos, 3 feridos graves e 26 feridos ligeiros. Nos três últimos acidentes registaram cinco mortos (2 mortos a 1 de setembro/ caso do BMW, 1 morto a 8 de outubro e 2 mortos de ontem).

Área de intervenção dos Bombeiros de Ourique: 35 acidentes, com 5 mortos, 9 feridos graves e 33 feridos ligeiros.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On