Mértola: Concertos de Bombino, Omiri, Speed Caravan Trio e DuOud no Festival Islâmico.

Mértola está em contagem decrescente para a 10.ª edição do Festival Islâmico, que se realiza de 16 a 19 de maio, no centro histórico da vila. Além do souk – mercado de rua.

A Câmara Municipal de Mértola, entidade organizadora, aposta numa programação variada, com destaque para a música de influência mediterrânica, com os concertos já agendados de Bombino, Omiri, Speed Caravan Trio e DuOud.

Bombino (Níger) foi o primeiro nome confirmado para a edição 2019. O músico regressa a Mértola (onde já tinha atuado em 2013) para apresentar o seu último álbum DERAN, nomeado para os GRAMMIES® em 2018.

Natural de Agadez, Níger, Bombino pertence à tribo tuaregue Ifoghas, um povo nómada descendente dos berberes. A sua música bebe da sua riquíssima herança cultural, que se deixa contagiar fortemente pelo rock, sob a inspiração de guitarristas como Jimi Hendrix e Mark Knopfler, entre outros.

“Deran”, lançado a 18 de maio, apresenta 10 temas, de maturidade e poder raro que fazem Bombino recuar à fonte de tudo o que o tornou o guitarrista e cantor que é hoje.

Omiri (Portugal) é um dos mais originais projetos de reinvenção da música tradicional portuguesa. Para reinventar a tradição, nada melhor que trazer para o próprio espetáculo os verdadeiros intervenientes da nossa cultura; músicos e sons de todo o país a tocar e a cantar como se fizessem parte de um mesmo universo. Não em carne e osso mas em som e imagem, com recolhas transformadas e manipuladas em tempo real, servindo de base para a composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais.
Omiri é, acima de tudo, remix, a cultura do século XXI, ao misturar num só espetáculo práticas musicais já esquecidas, tornando-as permeáveis e acessíveis à cultura dos nossos dias, isto é, sincronizando formas e músicas da nossa tradição rural com a linguagem da cultura urbana.

Mehdi Haddab é simultaneamente reconhecido como virtuoso do oud acústico, como pelos seus projetos pioneiros, incorrendo na cena rock com o oud elétrico. No projeto Speed Caravan Trio (França, Algéria, Tunísia) é acompanhado pelo francês Pascal Teillet no baixo e pelo tunisino Skander Besbes na guitarra e música eletrónica.
Com os seus álbuns, “Kalshnik Love” e “Big Blue Desert”, Mehdi e a sua Speed Caravan criaram uma “caravana da música contemporânea” – apesar de se mover à velocidade do som!

A Speed Caravan cria músicas com referências que se estendem desde bandas de rock ao folclore argelino, árabe-andaluz, e influências da música balcã e cigana, numa colisão gloriosa de sons e estilos globais. Para nomear Mehdi Haddab, como o Jimi Hendrix do oud elétrico seria, naturalmente, um clichê sem esperança. Mas não é assim tão longe da verdade!

DuOud (Argélia, Tunísia) é, como o nome sugere, um duo de oud, o alaúde árabe, formado por dois dos seus praticantes mais inovadores. Composto pelo tunisino, Jean-Pierre Smadja, também conhecido como Smadj e pelo argelino, Medhi Haddab, destacado líder de Speed Caravan. Juntaram-se na efervescente cena musical de Paris dos anos 90 e, depois de alguns anos de paragem, ressurgem com a mesma vontade de cruzar a herança norte-africana com tecnologias odernas. Canções árabes clássicas e ambientes metálicos, momentos de pureza acústica e momentos de saturação eletrónica.

Depois de presenças em outros projetos, os “enfants terribles” do oud estão de volta, em tournée com lançamento de novo EP em março deste ano e a preparar novo álbum.

Todas as informações sobre o Festival Islâmico de Mértola estão disponíveis em www.festivalislamicodemertola.com

Share This Post On
970x90_logo