GNR: Apreendida mais de uma centena de cavalos em condições degradantes.

A mais de uma centena de cavalos apreendidos em explorações de Aljustrel e Ferreira do Alentejo, por falta de condições de salubridade, continuam na posse do proprietário, que foi nomeado “fiel depositário”.

O Núcleo de Proteção Ambiental de Aljustrel da GNR, apreendeu na passada quarta-feira 104 cavalos, em duas explorações nos concelhos de Aljustrel e Ferreira do Alentejo, ambas pertencentes ao mesmo indivíduo.

A ação dos militares afetos ao Comando Territorial de Beja realizou-se na sequência de uma denúncia efetuada através da linha SOS Ambiente e Território, que redundou na fiscalização de 115 equídeos, 104 dos quais foram apreendidos por falta de identificação e de condições de salubridade.

Apesar das irregularidades detetadas, os animais continuam na posse do proprietário, já que o mesmo foi nomeado fiel depositário.

Durante a fiscalização foi possível à GNR detetar uma infração por falta de registo de exploração pecuária e lavrados autos de contraordenação por falta de identificação dos animais, coimas cujo valor podem atingir os 3.750 euros.

Além dos militares da GNR a ação contou com a colaboração de elementos da Direções Geral e Regional do Alentejo de Alimentação e Veterinária e Agricultura e Pescas e dos Médicos Veterinários Municipais de Aljustrel e Ferreira do Alentejo.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo