(Exclusivo) Volta a Portugal: Beja será local de partida da 2ª etapa, no dia 3 de agosto.

Beja será local de partida da 2ª etapa da 80ª Volta a Portugal em Bicicleta, no próximo dia 3 de agosto. A “Portuguesa” estará na estrada entre 1 e 12 de agosto e a “Etapa do Alentejo”, com final numa cidade do Alto Alentejo.

“Etapa Alentejo”. Assim vai ser denominada a segunda tirada da 80ª Edição da Volta a Portugal em Bicicleta, que terá Beja como local de partida e chegada, a confirmar, em Portalegre, Elvas ou Campo Maior. A chegada da etapa inicial no Algarve, leva ao início da etapa seguinte seja do Alentejo e Beja é a localidade escolhida para o início da etapa seguinte.

Durante o jantar realizado na noite da passada quarta-feira, em Beja na Casa do Governador no Castelo da cidade, no âmbito da Volta ao Alentejo, o presidente da Câmara, Paulo Arsénio, mostrou “a disponibilidade para o Município receber a Volta a Portugal”.

Na sequência dos contatos entre a autarquia bejense e a Podium Events, entidade organizadora, Joaquim Gomes, confirmou a intenção de “Beja, ser a cidade que receberá a partida da tirada que vai percorrer diversos municípios do Alentejo”. Na manhã da partida da etapa da “Alentejana” de Beja, Paulo Arsénio, fez publicamente alusão e a confirmação desse facto.

No domingo em Évora, no balanço da 36ª Volta ao Alentejo, ao Lidador Notícias (LN), Joaquim Gomes referiu que “a ida ao Algarve está garantida e há uma legítima passagem pelo Alentejo”, acrescentando que “está montada uma estratégia”, que visa juntar “onze municípios, incluindo partida e chegada” e de “uma forma solidária”, sustentando que será uma etapa “carregada de simbolismo”, sustentou.

A etapa terá como local de partida Beja, passando por Cuba, Vidigueira, Portel, Reguengos de Monsaraz, Redondo, Vila Viçosa, Borba, Estremoz e Monforte, estando ainda a ser negociado a cidade que será final de etapa.

Sabe o LN que o retorno financeiro que a “Alentejana” em Beja ao nível da hotelaria, restauração e combustíveis e de imagem na comunicação social, deixou a autarquia “muito satisfeita” com a aposta feita no ciclismo.

A partida de Beja, marca o regresso da Volta a Portugal à cidade “Pax-Júlia” dez anos depois de em 2008 ter recebido a chegada da primeira etapa, que teve como vencedor, o italiano Danilo Napolitano (Lampre). Depois de uma primeira passagem pela meta, instalada na Avenida Salgueiro Maia, a tirada teve mais 20 quilómetros, tendo percorrido várias artérias da cidade, saído pelo Bairro da Conceição feito a Variante Exterior (EN 260) e passado pelo Penedo Gordo e Santa Clara de Louredo, antes do final.

Beja tinha também sido final da 1ª Etapa em 2006, com vitória de Cândido Barbosa (LA/ Liberty Seguros) e em 2007, com triunfo do italiano Paride Grillo (Ceramica Panaria/ Navigare).

A primeira etapa que vai ter final no Algarve, terá partida de uma localidade do distrito de Setúbal, ao que tido indica no Litoral Alentejano e parte da tirada vai percorrer alguns um ou dois concelhos do distrito antes da chegada.

A “Portuguesa” tem início com um prólogo em Lisboa, no dia 1 de agosto e depois da “Etapa Alentejo”, vai ter uma etapa solidária chamada “Etapa Vida”, percorrendo os municípios que foram afetados pelos incêndios, com início na Sertã e final em Oliveira do Hospital, passando por Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Pedrogão Grande, Lousã, Góis, Arganil e Tábua, tendo o Presidente da República assumido o compromisso de estar presente nesta etapa.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo