Beja: Tripulação do voo da Hi Fly para a China rumou a Lisboa.

Alteração de planos: Voo da Hi Fly para a China sairá do aeroporto de Lisboa. Tripulação deixou Beja.

O voo da Hi Fly que deveria ter saído ontem do Terminal Civil Aeronáutico de Beja (TCBeja), com destino à China, tem novos planos e sairá do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Na manhã deste sábado, a tripulação deixou a unidade hoteleira em Beja, com quem a companhia tem acordo, rumo a Lisboa, num transbordo acompanhado em exclusivo pelo Lidador Notícias.

A falta do plano de voo, face à interdição de aterrarem em aeroportos de outros países por causa da crise do coronavírus, para reabastecimento, terá estado na origem da mudança da rota da viagem, para o voo que esteve agendado para sair do TCBeja às 17,00 horas de ontem. O JN apurou que a aeronave foi inclusivamente abastecida de comida por uma empresa de catering, mas a inexistência do plano de voo, terá abortado a operação.

Segundo um comunicado divulgado ontem pela companhia aérea portuguesa, um avião Airbus A340 sairia do TCBeja “para carregar 30 toneladas de equipamentos médicos essenciais para a luta contra a pandemia do Covid-19, nomeadamente, máscaras, óculos, roupas, testes de diagnóstico, ventiladores e outras peças de equipamentos médicos, já em falta em Portugal e noutros países europeus.

No documento a Hi Fly referia ainda que “para garantir que o voo fosse realizado, a empresa recusou todos os lucros da missão e também, através do seu parceiro filantrópico Fundação Mirpuri, fez uma doação de 100.000 euros para contribuir para os custos da mesma”, justificaram.

A empresa tinha prevista a saída de Beja para a tarde de ontem e regressar a Portugal amanhã, 22 de março, com aterragem prevista para o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, e onde vai partir agora em data ainda por apurar.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo