EMAS: Lançado mais um número do jornal eletrónico EMASNoticias.

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (EMAS) de Beja, lançou mais um número do EMASNoticias, onde dá conta das suas principais iniciativas.

Em destaque neste último número do mês de Março. a EMAS deixa em destaque o lançamento do concurso para as redes do Bairro Mira Serra (Beja), o arranjo dos Reservatórios dos Falcões e faz o balanço da forma como está a decorrer a iniciativa “A EMAS nas escolas”.

EMAS LANÇA CONCURSO PÚBLICO PARA AS REDES DE ÁGUAS DO BAIRRO DO MIRA SERRA

A EMAS de Beja lançou, no presente mês, uma consulta prévia para a adjudicação da Empreitada de  “Remodelação das Redes Públicas de Distribuição de Água e Drenagem de Águas Residuais do Bairro do Mira Serra – Beja.” A rede a intervencionar pela sua antiguidade apresenta vários sinais de degradação, com especial incidência nos ramais domiciliários de abastecimento.

Neste sentido, ir-se-á proceder à renovação integral da rede pública (1326 metros lineares de nova extensão), conduta, respetivos acessórios e ramais domiciliários (100 unidades), nomeadamente nos arruamentos situados entre a Rua Sousa Porto e a Rua Julião Quintinha. O projeto a concurso tem um valor base de aproximadamente 150 mil euros e irá beneficiar e melhorar a qualidade de vida da população servida na área abrangida pela intervenção, um total de 750 habitantes.
RESERVATÓRIO DOS FALCÕES
No dia 20 de março iniciaram-se os trabalhos de arranjo do exterior do reservatório dos Falcões, com a colocação de brita. Os trabalhos serão concluídos com a colocação de calçada na zona frontal, no acesso às instalações.
As ações de melhoria do espaço exterior deste reservatório tiveram início em janeiro de 2018, com a instalação da iluminação exterior com recurso a tecnologia LED de baixo consumo, de forma a garantir maior segurança e valorização do espaço.
BALANÇO INTERMÉDIO DA INICIATIVA EMAS NAS ESCOLAS
As sessões dos Heróis da Água tiveram início a 19 de fevereiro de 2018, na Escola Básica de Mário Beirão e nas freguesias rurais pertencentes ao agrupamento de escolas nº 2 de Beja, nomeadamente na Cabeça – Gorda, Salvada, Albernoa e Santa Clara de Louredo. Ainda neste período o projeto marcou presença no Centro Social e Paroquial do Salvador, com sessões para o pré-escolar, e no centro de formação da Cercibeja.
No início do 3º Período as sessões arrancam na escola básica de Santiago Maior e em maio na Escola Básica de Santa Maria, incluindo as freguesias rurais. Conheça aqui os números da iniciativa.
Share This Post On