COVID-19: Caso positivo em Almodôvar. Emigrante regressado de França.

Foi ontem registado o primeiro caso positivo no distrito de Beja. Emigrante vindo de França, com residência em Almodôvar. Fez testes no domingo no Hospital de Beja.

Um emigrante de 60 anos, natural de Bragança e com residência há mais de 20 anos em Almodôvar, foi ontem confirmado como positivo no teste do Covid-19.

Trata-se do primeiro caso no distrito de Beja, um dos poucos no país sem qualquer registo de infeções com o novo coronavírus.

O indivíduo, construtor civil em França regressou a Portugal no passado domingo, sentiu sintomas que poderiam configurar a contaminação por Covid-19 e contatou a linha Saúde 24, tendo-lhe sido dado a indicação para seguir para o Hospital de Beja, o que fez de forma isolada no seu automóvel.

À segurança da portaria do Hospital de Beja foi fornecida a identidade do doente com a indicação expressa do mesmo não sair da viatura, onde lhe seriam efetuados os testes conducentes à confirmação ou não de estar infetado com Covid-19.

O homem voltou à sua habitação, onde se encontra, tendo-lhe sido dadas indicações das regras de quarentena que devia seguir.

De acordo com dados revelados ontem pela Direção-Geral de Saúde sobre a caraterização demográfica em 54% dos concelhos do país com casos confirmados, o concelho de Évora era o único no Alentejo com 4 casos confirmados.

33 mortes em Portugal, sete são de pessoas abaixo dos 70 anos. O que diz o novo boletim da DGS.

Subiu para 2.362 o total de infetados com covid-19 em Portugal, um aumento de quase 15% (14,6%) face à última atualização. É menos do que tinha acontecido em qualquer outro dia desde o início da pandemia — nas 24h anteriores, por exemplo, a subida tinha sido de perto de 29%.

Aqui é também a região Norte a apresentar os números mais altos, com quase metade dos doentes: 1.130 dos 2.362 confirmados no país. A subida de segunda para terça-feira, porém, não foi muito diferente da que se registou em Lisboa, que passou de 737 doentes para 852. De resto, de registar os números ainda baixos no Alentejo (mais uma pessoa, de cinco para seis) e no Algarve (de 42 para 46). Estão 293 infetados na região Centro do país e há 12 casos nos Açores e 11 na Madeira.

Sem surpresa, os concelhos mais fustigados são os de Lisboa (175) e Porto (126), seguidos de perto pela Maia (104) e outros três a Norte: Vila Nova de Gaia (68), Valongo (65) e Gondomar (56). Ovar, o único concelho isolado até ao momento, tem 55 casos, Matosinhos, também no Norte, 54, e Cascais e Sintra, em Lisboa, com 39 casos cada, completam a lista dos dez concelhos com mais casos confirmados.

O que também subiu foram as recuperações, que são agora 22, mais oito do que na segunda-feira. É um aumento de 57%.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo