Ciclismo: Volta ao Alentejo realiza-se de 20 a 24 de março de 2019.

A 37ª edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta vai para a estrada entre 20 e 24 de março, numa organização da Podium Events, segundo o protocolo que a empresa tem com a CIMAC, a proprietária da prova.

A decisão foi tomada hoje pelo Comité de Estrada da União Ciclista Internacional (UCI), em Innsbruck, Áustria, no decurso dos Campeonatos do Mundo e está enquadrada no calendário internacional para 2019, mantendo a categoria de 2.2 da UCI.

A “Alentejana” é uma das sete corridas portuguesas de estrada de categoria internacional, de um total de 30 dias de competição, tendo ficada agendada para se disputar centre 20 e 24 março, um mês depois da disputa da Volta ao Algarve, que se realiza entre 20 e 24 de fevereiro.

A edição da Volta ao Alentejo deste ano foi ganha por Luís Mendonça (Aviludo/ Louletano/ Uli), tornando-se no quinto corredor a vencer a prova sem ganhar qualquer etapa. Os outros foram, Carlos Barbero (Euskadi)- 2014 e 2017, Joaquim Andrade (Cantanhede/ Marquês Marialva)- 2002, Jorge Silva (Sicasal/ Acral)- 1993 e Jesus Blanco Villar (Festina)- 1991.

Recorde-se que até 2017, a “Alentejana” era a única corrida internacional do mundo em que nenhum corredor tinha ganho por duas vezes. Carlos Barbero, ao serviço da Movistar, quebrou essa tradição, depois de ter ganho a edição de 2014 ao serviço da Euskadi.

Calendário internacional em Portugal em 2019

20 a 24 de fevereiro: Volta ao Algarve (prova de classe 2.HC), 17 de março: Clássica da Arrábida (classe 1.2), 20 a 24 de março: Volta ao Alentejo (classe 2.1), 12 a 14 de abril: Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela (classe 2.1), 1 de maio: Clássica Aldeias do Xisto (classe 1.2), 11 a 14 de julho: Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho (classe 2.2) e de 31 de julho e 11 de agosto: Volta a Portugal (classe 2.1).

O Grande Prémio Estrada Nacional 2 ainda não tem data, mas espera-se que venha ainda a ser incluído no calendário da UCI.

Equipas profissionais
O ciclismo internacional que se pratica em Portugal passa também pelas equipas profissionais, cujos processos de candidatura já foram entregues. A Federação Portuguesa de Ciclismo recebeu uma (1) candidatura para a categoria profissional continental (W52/FCPorto) e nove candidaturas ao estatuto de equipa continental.

Equipas ligadas aos clubes em 2018 e candidatas para 2019: Vintage Pódio (W52/ FCPorto), Bike Clube de Portugal (Liberty Seguros/ Carglass),Boavista CC (Rádio Popular/ Boavista), CC Aldeia de Paio Pires (LA Alumínios), CC FJP (Nova equipa, com novos patrocinadores), CC Tavira (Sporting/ Tavira), CD Feirense (Vito/ Feirense/ BlackJack), CD Fullracing (Efapel), Louletano DC (Aviludo/ Louletano/ Uli) e Velo Clube do Centro (Miranda/ Mortágua).

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On