Borba: Viatura roubada por gente ligada ao tráfico e consumo de estupefacientes.

Viatura dos Bombeiros de Borba localizada em bairro de Badajoz, conotado com o tráfico de estupefacientes. A GNR segue o rasto de traficantes e consumidores de droga, como os prováveis autores do furto.

A viatura destinada a transporte de doentes (VDTD) furtada da parada do quartel dos Bombeiros Voluntários de Borba na madrugada de quinta-feira, foi localizada na noite desse mesmo dia no Bairro dos Colorines, próximo do Polígono Industrial “El Nevero”, em Badajoz (Espanha).

A GNR e a Polícia Local de Badajoz (PLB) investigam a ligação do autor ou autores do furto ao tráfico e consumo de estupefacientes, já que o bairro onde a viatura foi encontrada é conhecido com o “Supermercado da Droga”, onde se deslocam muitos traficantes portugueses para adquirir estupefacientes, que se destinam a abastecer as regiões de Lisboa e Setúbal.

Segundo apurou o JN, cerca das 22,00 horas de quinta-feira, um cidadão de Campo Maior que se deslocou ao “El Nevero” para abastecer de combustível o seu automóvel, terá visto a viatura no bairro e comunicou aos bombeiros da vila raiana, que informaram a GNR, mas na altura já os militares de Borba seguiam essa pista.

Localizada a VDTD, a mesma ficou sob custódia da PLB e na manhã de ontem (sexta-feira) foi rebocada para as instalações policiais onde foram feitas perícias e recolha de provas para chegar a quem perpetrou o furto.

O Lidador Notícias (LN) apurou junto de fonte do Comando Territorial da GNR de Évora que “a viatura foi entregue na fronteira Badajoz/ Elvas, no Caia, através do centro de cooperação policial e aduaneira (CCPA)”, justificaram. Na entrega da viatura ao Comandante dos Bombeiros de Borba, estiveram elementos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), GNR, Guardia Civil e Polícia Local de Badajoz.

Na sua página de facebook, os Bombeiros de Borba informaram que “a nossa viatura VDTD-5 foi localizada na cidade de Badajoz, intacta”, deixando a corporação o agradecimento “a pessoas, instituições e meios de comunicação social”, pela divulgação do furto e que “tornou possível localizar e recuperar a mesma”, remataram.

O veículo, que serve para transporte de doentes não urgentes, estava estacionado na parada do quartel, com a chave na ignição e segundo o comandante da corporação, Joaquim Branco, “há suspeitas de que tenha sido entre as 6 e as 7 horas de quinta-feira”, explicando que “durante a manhã foi detetada a falta e depois de contados os bombeiros de serviço percebeu-se que fora furtada”, tendo cerca das 13,00 horas o caso sido participado à GNR de Borba.

Outro caso- 10 de maio de 2013

Um individuo entre na noite daquele dia, no quartel dos Bombeiros Voluntários de Estremoz, e furtou uma ambulância que acabou por destruir, na sequência de um despiste durante a perseguição encetada por elementos da própria corporação.

O indivíduo residente na Quinta do Conde, Sesimbra, acabou por se despistar na Estrada Nacional 4, na ligação entre Estremoz e Arraiolos, a poucos mais de 6 quilómetros da cidade onde ocorrera o furto.

A viatura destruída era a mais nova da corporação, que servia de retaguarda à ambulância do INEM, e a sua destruição significou um prejuízo entre 60 e 65 mil euros, além da reparação do portão cujos danos rondaram os 2 mil euros.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo