Your SEO optimized title

Beja: Reunião de Câmara a 3 de janeiro. A primeira de 2018.

Realiza-se hoje a partir das 15,00 horas no Salão Nobre da Câmara Municipal, a primeira reunião de 2018 do Executivo do Município de Beja.

A revogação da deliberação sobre a posse do edifício da Inovobeja, tomada em outubro do ano passado e o pagamento em prestações, por parte da proprietária, das obras do edifício onde está a sede do PSD, são dois dos temas na agenda.

O Executivo vai-se pronunciar sobre a proposta de aprovação e revogação da deliberação de câmara de 9 de Outubro de 2017 relativa ao prédio sito na Praça da República, em Beja.

Segundo aquela ata, nesse reunião foi tratada a sucessão do Município de Beja, nos direitos e obrigações, por efeito da extinção da empresa. Foi deliberado por unanimidade aceitar a doação do prédio sito na Praça da República, 29 a 31, em Beja, sendo que a parte do rés-do-chão, com os nºs 30 e 31, está arrendada, por contrato, desde 9 de outubro de 2009.

Pedido de pagamento em prestações das despesas com a execução coersiva de obras nas fachadas de edifício sito na Praça República nºs 16, 17, 18, 19 e 20 e Rua da Cadeia Velha nº 1 e 3, em Beja solicitado por, Ágata de Sousa Navarro Lobo de Oliveira. O prédio em causa é onde está localizada a sede do PSD e que durante muitos anos, o aspeto exterior era de puro abandono.

Em 24 de agosto de 2016, o Lidador Notícias revelou que a reabilitação da fachada do edifício da Praça da República, em Beja, cuja posse administrativa foi assumida pela Câmara Municipal de Beja, iria custar cerca de 30 mil euros.

Recorde-se que depois de diversas intimações aos proprietários para a efetivação de obras na fachada, a Câmara Municipal decidiu na reunião de 30 de junho de 2016, assumir a posse administrativa do referido prédio, caso revelado pelo Praça da República, já que em causa estava o perigo para a segurança dos cidadãos.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On