Beja: Professor abusador manteve a estratégia do silêncio.

José Jerónimo, o professor da Escola EB1 e Salvada (Beja) manteve-se ontem silêncio  no tribunal. A sessão de leitura do acórdão está marcada para o próximo dia 26 de setembro.

Ficou marcada para o próximo dia 26 de setembro, às 14,30 horas, a leitura do acórdão do julgamento de José Jerónimo, o professor primário, de 48 anos de idade, que está acusado de 534 crimes de abuso sexual de crianças, um de pornografia de menores e um de maus tratos, cometidos nas pessoas de cinco menores suas alunas, com idades entre os 9 e os 12 anos.

O professor da Escola EB1 de Salvada, no concelho de Beja, voltou a manter-se em silêncio nas duas sessões de ontem do julgamento, que se realizaram de manhã e à tarde.

No início da segunda sessão foram ouvidas as mães de três das quatro crianças abusadas e uma testemunha arrolada pelo Ministério Público e o inspetor da PJ de Faro, responsável pela investigação do caso.

Na sessão da tarde, houve lugar às alegações finais, tendo José Jerónimo ficado a conhecer a data em que a magistrada Mariana Piçarra, lhe transmitirá a decisão do Coletivo de Juízes a que preside.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On