Beja: Preso preventivo ilibado de dois crimes de tentativa de homicídio. Foi libertado.

Um homem de 40 anos que estava em prisão preventiva, acusado da prática de dois crimes de homicídio qualificado agravado, na forma tentada, foi absolvido por um Coletivo do Tribunal de Beja e restituído à liberdade.

O arguido estava acusado também de um crime de detenção de arma proibida, tendo sido punido com uma pena efetiva de dois anos de prisão, mas como a medida de coação incidia sob os dois crimes mais gravosos, saiu em liberdade do tribunal.

O Coletivo de Juízes presidido pela magistrada Mariana Piçarra, decidiu que após o trânsito em julgado da pena, que pode ser alvo de recuso para o Tribunal da Relação de Évora, que seja emitido mandado de detenção para cumprimento da pena em que o arguido foi condenado.

Nelson Rodrigues, residente em Castro Verde, era suspeito de na noite de 21 de setembro de 2017, se ter deslocado a casa da sogra e do seu companheiro, com quem mantinha desavenças familiares e ter feito dois disparos com uma caçadeira, que tinham como alvo as duas pessoas.

Antes e no interior da sua própria casa, o arguido terá feito dois disparos contra a sogra, não a tendo atingido. Posteriormente pegou numa faca, dirigiu-se à residência da vítima, enquanto afirmava que “ia matar” o companheiro da mulher. Este munido de uma enxada conseguiu opor-se a Nelson Rodrigues, que voltou munido da caçadeira, para fazer mais dois disparos contra o casal.

Em tribunal o arguido argumentou que nunca “teve intenção de matar ninguém e que os disparos foram para se defender”, justificando que queria “resolver a desavença a bem”.

Além da caçadeira utilizada para cometer o crime, que estava legal, a GNR apreendeu duas armas de ar comprimido, ambas de calibre 4,5mm, das quais não possuía qualquer documentação, o tribunal decidiu a sua perda a favor do Estado.

Oito meses e meio depois de ter dado entrada no Estabelecimento Prisional de Beja, o arguido entrou pela última vez, na tarde de segunda-feira, para recolher os seus de onde saiu já em liberdade.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On