Beja: GNR deteve 13 pessoas, 3 das quais por tráfico de droga. Apreendeu 398 doses de cocaína.

A GNR deteve no distrito de Beja treze pessoas em flagrantes delito. Dezasseis por condução sob efeito do álcool e três sem carta. Os militares detetaram 403 infrações, 21 por condução com Taxa de Álcool no Sangue superior ao permitido por lei.

As treze detenções são alguns dos destaques de um conjunto de operações, no distrito, levadas a cabo pelo Comando Territorial Beja (CTBeja) na semana de 2 a 8 de julho, que visaram a prevenção e combate à criminalidade violenta, fiscalização rodoviária, entre outras.

No comunicado sobre a actividade operacional enviado à redacção do Lidador Notícias (LN), a GNR dá também conta que houve três detenções por tráfico de estupefacientes e uma por furto.
No que diz respeito ao combate ao tráfico de estupefacientes, os militares do CTBeja apreenderam 398 doses de cocaína, 256 doses de haxixe, 77 gramas de cannabis e 44 plantas de cannabis.

Das acções de fiscalização de trânsito e da fiscalização em geral, evidenciam-se os seguintes registos: 403 infrações detetadas, destacando-se 42 por excesso de velocidade, 39 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 35 relacionadas com tacógrafos, 21 por condução com Taxa de Álcool no Sangue superior ao permitido por lei, 18 por falta de inspeção periódica obrigatória, 6 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório e 5 por uso indevido do telemóvel durante a condução.

Quanto à sinistralidade rodoviária, a GNR registou trinta e acidentes, destacando-se: um morto, um ferido grave e oito feridos leves.

No que respeita à fiscalização geral, foram elaborados dezasseis autos de contraordenação, sendo oito no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente e oito no âmbito da legislação policial.

A GNR levou ainda a cabo três ações de sensibilização no âmbito do programa idosos em segurança, direcionadas para a prevenção de burlas, tendo sido visitados/sensibilizados 48 idosos isolados.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On