(Atualizada) Beja: Esclarecimento do SEF e Presidente da Câmara sobre voo do Benfica.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) emitiu um comunicado a esclarecer a sua posição sobre a retenção da equipa do Benfica no interior do avião.

Na sequência da notícia divulgada, esta manhã, pelo Record online, com o título “Benfica ‘fechado’ no avião em Beja por atrasos do SEF e alfândega”, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vem esclarecer que os factos descritos são falsos.

O voo em apreço tinha chegada prevista para as 7h40, acabando por aterrar 40 minutos antes da hora prevista.

Os dois inspetores nomeados para fazer o respetivo controlo chegaram às boxes de controlo de fronteira às 07H00, tendo observado ainda as manobras de estacionamento do avião. Permaneceram na box de controlo de fronteira cerca de 45 minutos, a aguardar pela chegada dos passageiros.

O SEF esteve presente no posto de fronteira do Aeroporto de Beja atempadamente, não tendo existido qualquer má prática da parte do Serviço. Mais ainda, ocorreram situações imprevistas (falha de eletricidade e de rede), o que não afetou o controlo de passageiros, já que as respetivas consultas haviam sido feitas previamente pelo SEF.

Paulo Arsénio (Presidente da Câmara de Beja na sua página de facebook)

Esclarecimento sobre a chegada do Benfica ao Aeroporto de Beja:
Na sequência de várias noticias que referem que o Benfica esteve “retido” sensivelmente 40 minutos dentro da aeronave depois de ter aterrado em Beja, quero sublinhar que a mesma corresponde à verdade, referindo porém alguns pontos para contextualizar a notícia que, transmitida assim a “seco” pode dar aso a polémicas com pouco sentido.

1. O Aeroporto de Beja não tem um tráfego regular de passageiros. Assim algumas equipas, SEF e, sobretudo, das Alfândegas, têm de se deslocar de outros pontos do país para Beja nestas ocasiões;
2. O vôo que transportou o Benfica “apanhou” ventos muito favoráveis quando sobrevoava o Oceano Atlântico o que antecipou a chegada a Beja em mais de 30 minutos face ao horário previsto;
3. Esta antecipação surpreendeu tudo e todos e até os adeptos presentes no aeroporto eram ainda poucos quando por volta das 7.10 a aeronave aterrou em Beja;
4. Às 7.40, hora prevista para a aterragem, já estavam a postos quer o SEF, quer as Alfândegas e os jogadores, e demais elementos da comitiva do Sport Lisboa e Benfica, começaram a sair da aeronave poucos minutos depois;
5. Quando o avião aterrou em Beja, nem sequer os autocarros do clube se encontravam ainda no aeroporto. Ou seja, ainda que houvesse SEF e Alfândegas que tivessem permitido uma operação de desembarque antecipada, face ao previsto… não estavam lá ainda as viaturas do clube para depois transportarem de imediato a comitiva para Lisboa;

Sinto que devo dar esta explicação para dizer tudo e não deixar as informações a meio e pela parte negativa, bem como justificar do porquê das coisas.
Não me vou alongar – nem sequer responder a possíveis comentários ao post -, sobre “ses” e “culpas” e se devia ter sido “assim”, “assado” ou “frito”.

Nos 5 pontos que escrevo atrás, está tudo o que considero suficiente.
Quero saudar o Benfica, na pessoa do seu Presidente Luís Filipe Vieira, a extrema simpatia que tiveram para com a CM Beja e, através da instituição Câmara, para com os munícipes do Concelho.
Mais tarde publicarei fotos da recepção ao Benfica na área reservada do aeroporto.

Valorizemos a nossa infraestrutura e não nos percamos em querelas inconsequentes muitas vezes resultantes de… “meias verdades”.

Share This Post On
970x90_logo