Your SEO optimized title

Beja: Enfermeiro ajudou a nascer o sexto bebé. É o segundo como profissional da VMER.

ENFERMEIRO ASSISTE PARTOS EM AMBULÂNCIAS

Enfermeiro de emergência médica, Joaquim Góis já ajudou a nascer seis bebés, quatro dos quais em plena estrada. O último foi no domingo, a cinco quilómetros do Hospital de Beja.

Publicado por SIC Évora em Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2017

No dia em que completava 32 anos sobre a conclusão do Curso de Enfermagem, tirado na Escola de Enfermagem de Beja, Joaquim Góis, enfermeiro da VMER do Hospital de Beja, “recebeu” uma linda “prenda”, ajudava no sexto parto.

Às 21,30 horas de domingo, em pleno IP2, a cerca de três quilómetros de Beja, Joaquim Góis e o médico João Costa, entram na ambulância dos Bombeiros de Moura e ali nasce a bebé. Conduzidas para o Serviço de Obstetrícia do Hospital de Beja mãe e filha estão de boa saúde.

“O que senti ?. Tenho dois filhos, e é como se os estivesse a ajudar a nascer”, diz radiante, mas acima de tudo “feliz” pelo sentimento de “dever cumprido”, remata.

Nas mais de três décadas de vida profissional, pelas mãos do “doutor” Góis, como o enfermeiro é carinhosamente tratado por amigos e pacientes, já passaram o nascimento de quatro raparigas e dois rapazes.

Os primeiros partos, um rapaz e uma rapariga, ocorreram há 20 anos no Centro de Saúde de Mértola, sem médico e com a ajuda de uma auxiliar. Depois, nos tempos da Expo 98, a bordo de uma viatura de assistência pré-hospitalar (VAP), mais duas meninas nascem com a sua ajuda. Finalmente na VMER, mais um casal, veio ao mundo pelas mãos do enfermeiro, a última no passado domingo.

“Não é todos os dias que no meio do nada, dentro de uma ambulância, que podemos partilhar a felicidade de ouvir o primeiro choro de um bebé”, justificando que é uma experiência “inolvidável”, concluiu.

Filho de um antigo ferroviário, Joaquim Góis, completa no próximo dia 1 de março de 2018, 42 anos como funcionário do hospital, onde começou como ascensorista, depois foi administrativo, e “ostenta o título” de enfermeiro mais antigo, 26 anos, no Serviço de Urgência da unidade bejense.

Share This Post On