Beja: Detido por agredir e ameaçar a companheira de morte. Incendiou-lhe o carro.

A denúncia à Polícia de um caso de violência doméstica e ameaças de morte, leva homem a incendiar o carro de ex-companheira, numa rua de Beja. O indivíduo foi detido e tentou suicidar-se na Esquadra durante a tarde de ontem.

Um individuo de 27 anos, foi detido na madrugada de ontem, em Beja, por agentes da PSP, estando acusado de por violência doméstica e ameaças de morte contra a ex-companheira, também de 26 anos, a quem incendiou o automóvel.

O casal, que tem um filho em comum, estava separado há algum tempo, mas o indivíduo não aceitava a separação. As últimas ameaças de morte ocorreram no domingo, data em que a mulher apresentou queixa na PSP. Depois de ser abordado em casa pelo polícia que encontrou diversos escritos ameaçando a companheira, telefonou a esta dizendo que lhe queimava o automóvel, depois de já lhe ter corto dois pneus.

Cerca das 01,00 horas de ontem os bombeiros foram alertados para um princípio de incêndio num veículo estacionado numa rua transversal, localizada junto ao Comando Territorial da GNR. Além de um casaco da vítima que ficou inutilizado pelas chamas também o interior do veículo ficou muito danificado, tendo o mesmo sido rebocado para o Parque de Estacionamento da Esquadra de Investigação Criminal da Polícia.

Na presença de vários agentes da PSP, o indivíduo voltou a insultar e a ameaçar de morte a ex-companheira o que levou a que fosse detido pela Polícia, tendo a Procuradora do Ministério Público validado a detenção com apresentação a juiz às 15,00 horas de ontem.

Minutos antes de ser presente a tribunal, o individuo terá pedido água, que lhe foi servido num copo de plástico. Destruiu o mesmo e utilizou como objeto cortante, com o que fez diversos golpes nos pulsos, com o objetivo de suicídio, para evitar a apresentação ao juiz.

Sob detenção e acompanhado de elementos da PSP, foi transportado ao Hospital de Beja, numa ambulância do INEM, tendo tido alta médica cerca das 16,00 horas, foi de novo conduzido para a esquadra da Polícia, sendo presente na manhã desta terça-feira, a primeiro interrogatório judicial.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo