Beja: Condutor de ligeiro de passageiros “nasceu” novamente ontem, depois de acidente com automotora.

José Teixeira, 27 anos, natural do Marco de Canaveses, voltou a “nascer” na manhã de ontem, depois do veículo ligeiro de mercadorias que conduzia, ter sido destruído por uma automotora, quando passava numa passagem de nível sem guarda, em Beja.

Beja- Comboio carro_800x800O acidente aconteceu às 10,00 horas, junto ao Monte dos Coitos, ao quilómetro 149,560 da Linha do Alentejo, a cerca de 3 quilómetros da Estação Ferroviária de Beja. O indivíduo, funcionário da empresa Elias Monteiro, Lda, que presta serviços nas obras de Alqueva, dirigia-se para o estaleiro, não se apercebeu da presença da locomotiva, que trucidou o carro, arrastando a frente do mesmo, durante mais de 200 metros.

O indivíduo foi arrastado dentro do Ford Fiesta de 2 lugares alguns metros, sofrendo ferimentos ligeiros, deixando o automóvel pelos próprios meios, tendo sido conduzido ao Hospital de Beja, por mera precaução.

Beja- Comboio pára_800x800A composição saiu de Beja com destino a Lisboa e no seu interior viajavam apenas o maquinista e o revisor (o pica), que também não sofreram ferimentos. O maquinista foi sujeito ao teste de alcoolemia dentro da própria composição por militares do Destacamento de Beja da GNR.

Ao “Lidador Notícias”, José Teixeira, disse que “quando me apercebi da automotora, tentei meter a marcha atrás, mas com o nervosismo e o medo, não conseguido. Depois foi o embate e andar às voltas no carro”, concluiu.

A composição ficou impossibilitada de se mover pelos próprios meios e quase duas horas depois do acidente foi rebocada por outra automotora com passageiros que procedia de Casa Branca, com destino a Beja.

No local do acidente estiveram a VMER do Hospital de Beja, duas ambulância e a viatura de desencarceramento dos Bombeiros locais, com 8 operacionais e a GNR.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On