Your SEO optimized title

BEJA: Cliente comprou no Pingo Doce iogurtes fora de validade e sofreu gastroenterite

Uma cliente da loja Pingo Doce-Seminário, em Beja, comprou no passado dia 3 de março, um pack de 4 iogurtes, cujo prazo de validade tinha expirado havia quase um mês.

BEJA- Tânia Guerreiro_800x800Dois dias depois de ingerir os iogurtes, a mulher sentiu-se mal tendo recorrido ao Centro de Saúde, onde lhe foi diagnostica uma gastroenterite, tendo sido medicada com Imodium e Primperan.

Tânia Guerreiro, 33 anos, animadora sociocultural e mãe de dois rapazes, de 9 e 10 anos, adquiriu nas prateleiras daquele estabelecimento, um produto cuja validade tinha expirado em 10 de fevereiro.

“Os iogurtes tinham um sabor estranho, mas nunca pensei estarem estragados”, contou Tânia ao Lidador Notícias(LN), acrescentando que sentiu “dores de estômago, diarreia, vómitos e náuseas”, o que obrigou a recorrer aos serviços de saúde.

Apesar de terem “devolvido o valor do produto” a cliente entendeu “apresentar reclamação” no livro amarelo, justificou.

Tânia Guerreiro contou que o Pingo Doce, “participou o caso a uma seguradora”, que lhe vai pagar “as despesas da consulta e dos medicamentos”, rematou.

BEJA- Loja Pingo Doce_800x800Contactada pelo LN, fonte oficial do Pingo Doce, “confirma” a existência da reclamação que a cliente “atribuiu” à ingestão de iogurtes fora da validade, acrescentando que a reclamação se “tratou de um caso isolado”, justificou.

A mesma fonte referiu que “num espírito de cordialidade e boa-fé” o Pingo Doce “devolveu o dinheiro” à cliente, apesar de considerar que “não existir evidência de responsabilidade” por parte da empresa, concluíram.

Tânia Guerreiro, refere que a loja era “o meu local de compras, mas, perdi a confiança”, acrescentando que “só de ver os iogurtes sinto vómitos”, rematando que fez uma participação à DECO.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On