Beja: Cidadão moldavo acusado de duas tentativas de homicídio.

Começa hoje o julgamento de um cidadão moldavo acusado de duas tentativas de homicídio. Os crimes ocorreram em Nossa Senhoras das Neves, concelho de Beja, em maio do ano passado.

Um cidadão moldavo, de 47 anos, vai ser julgado por dois crimes de homicídio qualificado, na forma tentada, depois de ter atacado à facada os dois irmãos Zabica, na sequência de uma discussão ocorrida no interior de uma habitação na aldeia de Nossa Senhora das Neves, no concelho de Beja.

Iurie Mihalache, trabalhador agrícola, um das muitas centenas de cidadãos de leste que estavam na região na apanha da azeitona, residia na mesma habitação com outros compatriotas e indivíduos romenos, entre eles Sergiu, de 30 anos, e Igor Zabica, de 31 anos, e não gostou que os irmãos tivessem consumido uma carne que estava no frigorífico e que seria sua propriedade.

Cerca das 20,40 horas do dia 19 de maio de 2018, munido de uma arma branca, Iurie atacou primeiro Sergiu, desferindo-lhe vários golpes no corpo, tendo um deles provocado uma ferida com cerca de 10 centímetros da parede torácica.

Depois, o moldavo, atacou Igor e desferiu vários golpes na cara, tórax, membros superiores e no pescoço, perto da veia jugular, que quase lhe causou a morte. Na noite do crime, logo que deu entrada no Hospital de Beja, o mais velho dos manos Zabica, Igor, foi sujeito a uma intervenção cirúrgica de emergência, que lhe terá salvo a vida.

Para apagar os sinais do crime, Iuriu Mihalache, desfaz-se da faca e mudou de roupa que se encontrava ensanguentada. Enquanto os dois feridos eram tratados no hospital, o presumível autor das agressões, confessava primeiro à GNR e depois aos inspetores da PJ de Faro, a autoria dos factos. A arma do crime não foi até hoje encontrada, pelo que não lhe foi imputada a prática de um crime de detenção de arma proibida.

Na noite do crime o Lidador Notícias (LN) assistiu ao transporte de Igor para o hospital, tendo na rua Sergiu agredido duas vezes Iuriu, que dizia ter sido o autor da rixa e das agressões com a arma branca.

Dois dias depois, o agressor foi presente ao juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Beja, tendo-lhe sido decretada a prisão preventiva, aguarda julgamento no Estabelecimento Prisional de Beja.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo