Beja: “Centenário” Luís da Rocha pronto para reabrir esta segunda-feira.

Trabalhadores do Luís da Rocha fazem limpezas e embelezam espaço para a reabertura na segunda-feira. 126 anos depois o centenário café/ pastelaria/ restaurante “ganha nova vida”.

As quase quatro dezenas de trabalhadores do centenário café/ pastelaria/ restaurante Luís da Rocha, localizado no centro histórico de Beja, iniciaram na manhã deste sábado as tarefas de limpeza e embelezamento e interior e exterior do espaço para reabrir na segunda-feira.

Como muitos outros estabelecimentos, por causa da pandemia do novo Coronavírus, está encerrado há dois meses, preparando o regresso “com a mesma qualidade de sempre, mas com mais dinâmica e desejo de vencer”, confessou ao Lidador Notícias (LN), António Leandro, o presidente da cooperativa, proprietária do espaço.

O Luís da Rocha, tem outro espaço na entrada sul da cidade, tem atualmente 39 trabalhadores, 27 dos quais são simultaneamente cooperantes, o ano passado a empresa faturou mais de 1 milhão de euros, tendo os custos com a massa salarial e os encargos sociais e fiscais consumido 50% das receitas e é gerido pela “Trabalhadores Unidos-Cooperativa de Atividades Hoteleiras CRL”, criada em 4 de novembro de 1975.

Porquinhos de doce, trouxas-de-ovos, tarte de amêndoa, queixadas de requeijão, empadas cónicas e o bolo-rei, são as nossas grandes referências. No restaurante, o ensopado de borrego, as açordas, migas e carne de porco à alentejana, são “ex-libris” gastronómicos da casa.

Em 1993, ano de celebração do Centenário, o Luís da Rocha foi agraciado pela Câmara de Beja com a Medalha de Mérito Municipal.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo