Beja: Buscas em duas residências visaram comercialização fraudulenta de tabaco.

O Destacamento de Ação Fiscal de Évora realizou uma operação de investigação criminal nos distritos de Lisboa, Setúbal, Santarém, Évora e Beja, onde foram revistadas duas residências.

Em Beja foram feitas buscas numa vivenda no Bairro Expansão Nossa Senhora da Conceição, onde foram apreendidas várias caixas de tabaco contrafeitas e num apartamento na Rua Cidade de São Paulo.

Da operação resultou na detenção de quatro pessoas, com idades compreendidas entre os 33 e os 52 anos, de diversas nacionalidades.

No âmbito de um inquérito que decorre há cerca de um ano, sob a direção do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, que tem por objeto a investigação de uma organização criminosa internacional que se dedica à produção e comercialização fraudulenta de tabaco, os militares levaram a efeito a operação com o objetivo de proceder ao desmantelamento de uma célula de ligação internacional, levando à detenção dos suspeitos responsáveis pela sua operacionalização.

Para o efeito, foi dado cumprimento a 15 mandados de busca, doze domiciliárias e três não domiciliárias, destacando-se as seguintes apreensões: 28.241 cigarros, 21,5 quilos de tabaco de corte fino, mais de 1,2 milhões de filtros para a produção de cigarros, dois veículos, um veículo trator, um semirreboque, diverso material informático e de telecomunicações e documentação diversa.

No decurso da investigação tinham já sido apreendidas 12 toneladas de tabaco de corte fino, o suficiente para produção de mais de 12 milhões de cigarros, estimando-se evasão ao imposto especial sobre o consumo de tabaco e IVA , em cerca de 2,5 milhões de euros.

Aos arguidos detidos, foram-lhe aplicadas, como medidas de coação, apresentações periódicas obrigatórias. Foram ainda constituídos arguidos outros dois indivíduos, assim como três pessoas coletivas.

Face à dimensão transnacional dos ilícitos investigados, que tem ramificações a outros países europeus, foi necessário acionar os mecanismos de cooperação policial internacional, tendo a operação beneficiado do apoio e do patrocínio da EUROPOL.

A operação envolveu cerca de 60 militares da Unidade de Ação Fiscal, contando com o reforço da Unidade de Intervenção e dos Comandos Territoriais de Beja e Évora, assim como da Polícia de Segurança Pública.

Share This Post On
970x90_logo