Beja: ACD Penedo Gordo- Ser da aldeia mas representar a cidade.

Associação Cultural e Desportiva Penedo Gordo, clube com estruturas, sonha com o título distrital e jogar no Campeonato de Portugal.

Depois de ter eliminado o Praia de Milfontes, por 2-0, a ACD Penedo Gordo recebe no próximo dia 28 de setembro, no “San Siro do Penedo” o Fabril do Barreiro, do Campeonato de Portugal-Série D (3 jogos, 1 ponto), em jogo da 2ª eliminatória da Taça de Portugal.

De todas as aldeias que ficam em redor de Beja, o Penedo Gordo, com cerca de 1.500 habitantes, é a única que não é sede de freguesia, fazendo parte da União de Freguesias de Santiago Maior e São João Batista, uma das duas da cidade alentejana, da qual dista cinco quilómetros. Ainda assim e talvez por isso, mas muito pelo mérito do trabalho dos seus dirigentes, a Associação Cultural e Desportiva do Penedo Gordo (ACDPG), tem sido muito apoiada e construído um valioso património edificado e desportivo.

A última temporada foi de verdadeira glória para a instituição, que passou a ostentar o “título” de: “clube mais representativo do concelho” ao nível do futebol sénior.

 O campo, inaugurado em dezembro de 1970, que era propriedade da Casa do Povo, passou para a gestão da União de Freguesias e mercê de um protocolo, pertence ao clube durante os próximos 25 anos. Já eletrificado, em 4 de novembro de 2018, em ligação com a Câmara, foi inaugurou o relvado sintético, tendo em janeiro do corrente ano sido assinado um protocolo entre a agremiação e a Associação de Futebol de Beja (AFB), para que o Campo Carolina Almodôvar passe a ser a “Casa das Seleções” da AFB.

Com uma candidatura através da AFB, a um contrato programa com a Federação Portuguesa de Futebol a que se juntarão verbas da União de Freguesias vai ser possível iniciar em novembro a construção da bancada, com novos balneários, um projeto que ronda os 120 mil euros.

Pelo meio fica a conquista do segundo lugar no Distrital da 1ª Divisão e o “carimbar do passaporte” para jogar a 1ª eliminatória da Taça de Portugal, feito inédito na história do clube.

Fundada há 44 anos, em resultado de uma cisão com a Casa do Povo, a ACDPG, foi sofrendo altos e baixos na sua vida desportiva e associativa.

Depois de um interregno de uma década sem atividade, em 2011/2012 o futebol regressou ao Penedo Gordo, com a disputada do Campeonato do Inatel e dois anos depois a conquista do título distrital. Neste ressurgimento um nome merece particular destaque, António Calatróia, um talhante/magarefe, que ao lado de um punhado de dirigentes fez ouvir de novo o nome do Penedo Gordo. “Deixámos de ser um clube da aldeia e somos cada vez mais da cidade. Crescemos com base em jogadores da terra, este ano são oito e quatro vêm desde 2011. Temos mais ambição, porque temos mais qualidade. Eu tenho um sonho: quero Campeão Distrital, PORRA”, diz de olhos a brilhar o “Jesus do Distrital”, como o Calatróia é conhecido.

Presidente há 3 anos, Hugo Burrica seguiu as pisadas de Joaquim Correia e Nuno Martins, e o objetivo é “fazer algo de positivo pelo clube e pela terra. Trazer mais gente ao Penedo Gordo e assim desenvolver a coletividade e as infraestruturas”, justifica.

As eleições estão à porta e vai apresentar nova candidatura a presidente, “para todos juntos, fazermos um grande clube”. Filho de um antigo árbitro-assistente de Veiga Trigo (Manuel Burrica), Hugo também acalenta um sonho “conquistar o título e disputar o Campeonato de Portugal”, conclui.

Quando amanhã (8 de setembro) a equipa entrar em campo para defrontar o Praia de Milfontes, também do Distrital de Beja, “todos se vão lembrar do feito inédito de jogarmos a Taça. Queremos passar à eliminatória seguinte”, atira confiante.

Bilhete de Identidade

Fundação: 21/06/1975, Local de jogos: Campo de Jogos Carolina Almodôvar Fernandes, Sócios: 200 e Palmarés: Campeão Distrital de Beja do Inatel (2013/2014), Campeão Distrital da 2ª Divisão da A.F, Beja (2014/2015), Campeão da Série A-2ª Divisão da A.F.Beja (2014/15). Vice-Campeão Distrital da 1ª Divisão da A.F.Beja (2018/2019), disputando pela primeira vez uma eliminatória da Taça de Portugal (2019/2020).

Curiosidades

“Os Charutos”, nome da claque: Aproveitando a alcunha porque são conhecidos os naturais de Penedo Gordo, os jovens que fundaram a claque batizaram a mesma de “Os Charutos”, numa homenagem às gentes da terra.

“San Siro do Penedo”: Mercê de um protocolo assinado entre o clube, União de Freguesias e Associação de Futebol de Beja (AFB), o campo Carolina Almodôvar, apelidaado de “San Siro do Penedo” vai ser o Centro de Treino de todas as seleções da AFB.

Figura: António Calatróia (Treinador, 55 anos)

Nasceu em Pias, mora em Beja, mas “o meu coração está no Penedo Gordo, onde morei 43 anos”. Treina o clube desde 2011/12 e toda a gente o trata como o “Jesus do Distrital”. Tem um sonho “ser Campeão Distrital”, justifica.

Plantel

Guarda-redes: João Barriga, Filipe Pimenta e Pedro Mendes, Defesas: Igor Conceição, Francisco Alves, Ricardo Caveira, Tiago Venâncio, Pedro Marciano e Carlos Nobre, Médios: Paulo Graça, Duarte Farias, Lucas Teixeira, Vasco Caçoila, João Caçoila, Tiago Capitão e Filipe Velhinho e Avançados: João Pardal, Diogo Campaniço, Miguel Guerreiro, Luís Serafim, Chico Gonçalves, Telmo Facaia, Gonçalo Torrão, Miguel Facaia e Igor Pires.

Equipa técnica: António Calatróia e José Amador (treinadores), Diogo Runa (treinador-adjunto).

Presidente: Hugo Burrica

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo