Alqueva: Barragem subiu pouco mais de um metro em doze dias de chuva na região.

Apesar da muita chuva que tem caído na região Alentejo, a Barragem de Alqueva está muito longe de atingir a cota máxima (152 metros) e do volume de armazenamento (4.150 hectómetros cúbicos) de água.

Desde as 23,00 horas do passado dia 28 de fevereiro, até às 23,00 horas de domingo, 11 de março, ao nível da Barragem de Alqueva subiu somente 1,74 metros, tendo armazenados 3.022,72 hectómetros cúbicos de água.

A albufeira está a 5,31 metros do enchimento total, o que corresponde a poder receber mais  1.127,28 hectómetros cúbicos de água.

A Associação Portuguesa do Ambiente (APA) revelou que nas duas últimas semanas registou-se um aumento na percentagem de armazenamento em 49 albufeiras. Nas bacias do Mondego, Tejo e Arade, oito albufeiras registaram um aumento superior a 20%.

O ministro do Ambiente disse que a chuva tem reposto os níveis de água das barragens, mas a um ritmo “bastante lento” no sul do país. “Temos que separar o país ao meio. A norte do rio Tejo, as barragens estão muito próximas da sua capacidade máxima e algumas já a atingiram”, afirmou João Pedro Matos Fernandes.

No sul, embora esteja a haver “encaixes de água a cada dia”, ainda há situações preocupantes, como a da barragem de Monte da Rocha, no concelho de Ourique, que abastece “um conjunto vasto de habitantes”, e que ainda está com apenas 9,6% da capacidade, disse o governante, adiantando que o cuidado com o consumo tem que continuar.

12 de janeiro de 2010- Data histórica na Barragem de Alqueva.

A albufeira da Barragem de Alqueva atingiu pela primeira vez (foto do enchimento máximo naquela data), a capacidade máxima, tornando-se o maior lago artificial da Europa.

A chuva que na altura caiu na região banhada pela albufeira, situada no rio Guadiana, levou o nível de água armazenada a atingir a cota máxima de 152 metros, entre as 14:00h e as 15:00h, segundo as medições da Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA).

Tratou-se de um volume de água armazenada de 4.150 hectómetros cúbicos e que corresponde ao nível de pleno armazenamento à cota de 152 metros, um metro abaixo do nível de máxima cheia para que a albufeira está preparada, precisa a empresa.

A encher desde 08 de Fevereiro de 2002, quando se fecharam as comportas, Alqueva já é o maior lago artificial da Europa, com uma área inundável de 250 quilómetros quadrados e cerca de 1.100 quilómetros de margens.

Share This Post On