Your SEO optimized title

Alqueva: 12 de janeiro de 2010. Albufeira atingiu cota máxima (152 metros) pela primeira vez.

Foi há 7 anos, 12 de janeiro de 2010. A albufeira da Barragem de Alqueva atingiu pela primeira vez, a capacidade máxima, tornando-se o maior lago artificial da Europa.

A chuva que caiu naquelas últimas semanas na região banhada pela albufeira, situada no rio Guadiana, levou a que o nível de água armazenada tivesse atingido a cota máxima de 152 metros, entre as 14:00h e as 15:00h, do dia 12 de janeiro de 2010, segundo as medições feitas então pela Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA).

Corresponde a um volume de água armazenada de 4.150 hectómetros cúbicos e ao nível de pleno armazenamento à cota de 152 metros (veja aqui a cota atual), um metro abaixo do nível de máxima cheia para que a albufeira está preparada.

A afluência de água que chegou a Alqueva e as previsões meteorológicas para os dias seguintes levaram a empresa a abrir na tarde desse dia, as comportas da barragem para “libertar algum caudal”.

Após a abertura de comportas em Alqueva, também a barragem de Pedrogão, situada a 23 quilómetros a jusante, começou a descarregar para o rio Guadiana. Os Serviços de Protecção Civil, acompanharam e monitorizaram as operações.

O enchimento à cota máxima, foi para a EDIA, “o cumprimento do primeiro objectivo do projecto Alqueva: a constituição de uma reserva estratégica de água, com capacidade para fazer face a três anos consecutivos de seca, com garantia de disponibilidade para abastecimento público, agricultura e produção de energia”.

A albufeira começou a encher a 08 de Fevereiro de 2002, quando se fecharam as comportas, Alqueva é o maior lago artificial da Europa, com uma área inundável de 250 quilómetros quadrados e cerca de 1.100 quilómetros de margens.

Share This Post On