Aljustrel: Tentativa de homicídio em Rio de Moinhos começa hoje a ser julgado.

Começa hoje no Tribunal de Beja, o julgamento de um indivíduo que está acusado de ter tentado matar outro homem. O caso ocorreu no ano passado em Rio de Moinhos. A vítima e outro indivíduo vão também sentar-se no banco dos réus.

Uma rixa num baile que degenerou em agressões e ameaças de morte e que terminou com um disparo de um tiro de carabina, levou o Ministério Público (MP) do Juízo de Ourique, a acusar os três envolvidos nos desacatos ocorridos na noite de 1 de abril de 2018, em Rio de Moinhos, concelho de Aljustrel).

Pedro C.G., de 39 anos, foi acusado do crime de homicídio qualificado, na forma tentada agravado, Nelson B.G. e André S.G., ambos de 31 anos, do crime de ofensa à física simples, em co-autoria, Nelson está ainda acusado de um crime de ofensa à integridade física simples e André, de um crime de condução sem habilitação legal.

Os factos ocorreram entre as 05,00 e as 06,00 horas no decurso do Baile da Pinha realizado na aldeia de Rio de Moinhos, motivos pelo pagamento de uma cervejas, depois de todos os arguidos estarem alcoolizados.

De acordo com o despacho de acusação, Nelson e André agrediram Pedro, tendo ainda o segundo ido a casa deste último bater à porta e fazer-lhe ameaças de morte. Cerca das 07,40 horas e farto das ameaças de André, Pedro carregou a carabina Winchester e desferiu um tiro contra a viatura onde aquele se deslocava, que entre pela chapa de matrícula traseira e ao fragmentar-se atingiu o condutor no pescoço.

Pedro C.G. esteve em prisão preventiva, no Estabelecimento Prisional de Beja, desde 2 a abril de 2018 até 25 de setembro do mesmo ano, quando a medida foi substituída por permanência na habitação com vigilância eletrónica. Já a Nelson e André foram sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência (TIR), que ainda mantêm.

Teixeira Correia

(jornalista)

Share This Post On
970x90_logo