Alentejo: Sem mortes por Covid-19. Óbito anunciado ontem foi “infirmado”.

A primeira morte registada no Alentejo, devido à pandemia de Covid-19, anunciada pela Direção-Geral de Saúde no boletim de sexta-feira, desapareceu do relatório diário deste sábado.

Já ontem o Jornal de Notícias (JN) revelando informações da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA), o óbito foi reportado “como uma suspeição” que ainda não estava confirmada.

Já hoje, a ministra da Saúde, justificou que o óbito foi retirado, depois de a autópsia ao corpo ter “infirmado” a causa da morte por Covid-19.

De acordo com a DGS, a região soma agora 63 infetados com Covid-19, entre os quais duas funcionárias de um lar em Reguengos de Monsaraz, uma idosa de um lar de Vila Verde de Ficalho, concelho de Serpa, e uma idosa do Centro Social dos Montes Altos, freguesia de Santana de Cambas, no concelho de Mértola.

Questionada pelo JN sobre a discrepância entre os dados constantes no boletim epidemiológico de ontem, e a resposta da ARSA em relação ao anúncio da primeira vítima mortal, a DGS não prestou qualquer declaração.

Dos 63 casos a grande discrepância de dados tem a ver com o concelho de Serpa, que ontem tinha 11 (onze) infetados, confirmados pelo presidente da Câmara de Serpa, Tomé Pires, e tal como hoje a DGS apresenta 3 infetados.

Share This Post On
970x90_logo